A base vem forte: Matheus Moresche conta sobre sua carreira e seus objetivos para o futuro
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Nesta quinta-feira (15), damos sequência às entrevista com jovens promessas da base do Club de Regatas Vasco da Gama. O menino da vez é o meia Matheus Moresche

O garoto de apenas 19 anos iniciou sua trajetória no Rio de Janeiro, mas não foi na Colina histórica. Com exclusividade a VAVEL Brasil, o jogador falou sobre sonhos na Europa, na Seleção Brasileira e frisou o desejo de ajudar sua família. 

Moresche começou falando sobre seu início de carreira no Botafogo, com 10 anos de idade. O jovem falou também sobre suas passagens pelo Corinthians e pela seleção, onde alega ter aprendido muito. 

“Eu comecei no Botafogo com 10 anos. Fui fazer um teste e, graças a Deus, no primeiro dia o treinador gostou de mim e passei. Não tinha experiência no campo, só treinava em um núcleo de escolinha e fui fazer o teste lá. Fiquei sete anos no clube, aprendi muito. Depois, por querer algo novo, fui para o Corinthians, onde aprendi muito também. Dentro dessa trajetória, meu melhor momento foi ter ido a seleção brasileira. Fiquei muito feliz, foi marcante. Espero poder jogar na principal um dia”, alegou. 

O jogador cruz-maltino lembrou da passagem pela Seleção Brasileira sub-15 e sub-17 também: “Foram 3 na sub-15, ainda quando jogava pelo Botafogo. No Corinthians eu pude ser convocado para o sub-17”

"Eu me sinto honrado de vestir essa camisa"

Matheus chegou ao Gigante da Colina em janeiro de 2017 e falou sobre o primeiro contato com o clube. O atleta afirmou ter o desejo de brilhar e dar alegrias aos adeptos: “Foi um contato incrível. Eu já conhecia o pessoal por causa da seleção, como o Evander, Cosendey e Andrey. Foi muito boa a chegada, fui bem recebido. O Vasco é um clube enorme. O que mais me impressionou foi a torcida, quando ia aos jogos. Eu me sinto honrado de vestir essa camisa. Espero dar muitas alegrias ao clube”, almejou. 

O meia falou sobre a oportunidade dos meninos da base no time principal do Vasco, elogiou o trabalho feito na base, mas demonstrou pés no chão quanto uma possível oportunidade na equipe do técnico Zé Ricardo.

“É bom ver os meninos lá em cima, tendo chance. Isso mostra que nosso trabalho na base está sendo bem feito e que estamos sendo vistos. Eu tenho pés no chão quanto a isso. Eu trabalho pra quando pintar a oportunidade eu estar pronto. Tenho certeza que o professor Zé Ricardo está olhando para nós e que na hora certa vai acontecer. Eu entrego nas mãos de Deus e trabalhando tudo vai acontecer”.

Como todo atleta, Moresche tem seus gols mais especiais e importantes nesse princípio de carreira. Ele contou para VAVEL Brasil alguns deles: “O meu gol mais marcante foi com a seleção, com certeza. Fora esse, tive dois gols muito bonitos ainda pelo Botafogo e os considero como preferidos”

Que jovem promessa do futebol brasileiro não sonha com a Europa hoje? Com o meia de 19 anos do Vasco não é diferente. Ele falou sobre seu sonho e revelou sua preferência: “A maioria dos jogadores almeja jogar na Europa e comigo não é diferente. Espero realizar esse sonho. Todos temos uma preferência, no meu caso é o Barcelona pois sempre fui fã, principalmente pela história. Agora, por conta do Coutinho, que é um cara que admiro, só veio fortalecer a vontade de atuar nos catalães”, explicou. 

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

A principal inspiração de Matheus é justamente uma joia vascaína, que hoje brilha na Seleção Brasileira e no Barcelona, time que Moresche sonha em jogar: “Eu me inspiro muito no Coutinho. É um amigo que tenho e é minha inspiração tanto dentro como fora de campo”, afirmou. 

Por fim, o atleta cruz-maltino contou quais são seus maiores objetivos na carreira. Entre Seleção e Vasco, um nobre: ajudar sua família e dar uma condição de vida melhor as pessoas ao seu redor. 

“Meu primeiro objetivo é jogar no profissional, to trabalhando pra isso. Quero ajudar minha família, dar uma condição melhor para eles. Quero me tornar um ídolo no Vasco e na Seleção Brasileira”, finalizou.

VAVEL Logo