Conheça o Antofagasta, rival do Fluminense na primeira fase da Sul-Americana 2019
Reprodução: Facebook Deportes Antofagasta

Conheça o Antofagasta, rival do Fluminense na primeira fase da Sul-Americana 2019

Fizemos um breve guia resumindo a curta trajetória do Antofagasta no futebol chileno

ygor-moreira
Ygor Henriques Moreira

Nesta segunda-feira (17), em sorteio realizado na sede da CONMEBOL no Paraguai, o Fluminense conheceu o seu adversário na primeira fase da Copa Sul-Americana 2019 e o tricolor vai encarar o Club de Deportes Antofagasta.

A primeira partida ocorrerá no Maracanã, entre o final do mês de Março e o início de Abril, com a volta ocorrendo no Estadio Regional de Antofagasta.

Quem é o Deportes Antofagasta

O Antofagasta é um clube chileno fundado em 1966, localizado na cidade portuária de Antofagasta, Norte do Chile.

O clube é uma fusão dos rivais amadores Unión Bellavista e Portuario Atacama, originando primeiramente o nome de Club de Deportes Antofagasta Portuario, sendo denominado Club Regional Antofagasta em 1974 e por fim em 1979 com o nome atual de Club de Deportes Antofagasta.

O clube jamais conquistou um título de relevância no Chile, atuando muitas temporadas na divisão inferior e conquistando a segunda divisão em 1968 e 2011 (Última temporada na Série B Chilena).

Conhecido como PUMAS e ALBICELESTES, o clube tem como cores originais o branco e azul. Seu principal rival é o Cobreloa, que hoje atua na Série B e que disputou em 1981 a final da Libertadores contra o Flamengo.

Estádio Regional de Antofagasta

Inicialmente projetado para ser sede da Copa do Mundo 1962, no qual o Brasil sagrou-se bicampeão, a cidade de Antofagasta encontrou dificuldades, como a falta de apoio financeiro de cidades economicamente mais elevadas para a construção do estádio para a Copa do Mundo.

O Estádio foi inaugurado em 1964 e apenas em 1966 foi concluída toda sua obra, com a adesão da pista de atletismo.

Foi remodelado em 2006 e em 2013, para a Copa América 2015, com capacidade para 21 mil torcedores.

Em 2010, com votação popular, o estádio mudou seu nome e passou a se chamar oficialmente Estádio Regional Calvo y Bascuñán, mas é sempre chamado pelas mídias locais como Estádio Regional de Antofagasta.

O que esperar do Antofagasta

Após posições medianas na tabela do Campeonato Chileno nas temporadas 2016 e 2017, o clube contratou para a temporada 2018 o inexperiente técnico Gerardo Ameli, que acabou positivamente mudando o rumo da equipe durante toda a última temporada.

A equipe começou o campeonato muito bem e até o fim da competição brigou por vaga na Libertadores, mas no final da temporada, parecido com o Fluminense no Brasileirão, a equipe perdeu sua estrela por lesão e a equipe não conseguiu manter seu nível de atuação, terminando o campeonato em quarto lugar, sua melhor colocação na história, atingindo a vaga para a Copa Sul-Americana 2019, na sua primeira participação em competições da CONMEBOL.

A equipe ficou conhecida por reverter jogos em situações adversas, virando seus compromissos, além de golear o Universidad de Chile por 4 x 0 e vencer o Colo Colo como visitante por 2 x 1.

Caso o clube consiga manter seus principais jogadores, algo difícil, visto a boa campanha do clube, ele pode ameaçar e muito o Fluminense na primeira fase.

Astro do time

Eduard Bello tem uma história bem similar ao do atacante Pedro no Fluminense. Em seu auge, acabou se lesionando gravemente, prejudicando a equipe na reta final do Campeonato Chileno.

O Meio-campista foi convocado para a seleção da Venezuela em Setembro, atuando em duas partidas, mas ficando ausente nas outras convocações pela lesão.

Pelo Antofagasta, o meia fez 13 gols em 21 partidas, já sendo sondado por clubes da Europa. Seu valor de mercado é baixo (800 mil Euros) e pode ser facilmente comprado por um clube brasileiro.

Foi eleito um dos melhores jogadores da última temporada do Campeonato Chileno, figurando entre os onze melhores jogadores da competição.

Curiosidade: Após marcar um gol diante do Everton, o meia pediu a namorada em noivado na comemoração, pulando a grade que separa a arquibancada do campo de jogo. O jogador foi ovacionado pelos torcedores do clube mandante, levou amarelo ao voltar ao gramado e no lance seguinte acabou fraturando a perna.

Histórico do Fluminense contra Chilenos na Copa Sul-Americana

Fluminense 2 x 1 Universidad Católica – São Januário –  Quartas de final - 2005

Universidad Católica 2 x 0 Fluminense – San Carlos de Apoquindo – Quartas de final - 2005

Fluminense 2 x 2 Universidad de Chile – Maracanã – Quartas de final - 2009

Universidad de Chile 0 x 1 Fluminense – Santa Laura – Quartas de final - 2009

 

VAVEL Logo