Chamusca diz compreender protestos após empate: "Entendo o comportamento do torcedor"
Foto: Maurício da Matta / EC Vitória

Chamusca diz compreender protestos após empate: "Entendo o comportamento do torcedor"

Na partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste, o Vitória obteve seu quarto empate consecutivo, durante todo o jogo a torcida cantava músicas em tom de protesto

danrleypascoal
Danrley Pascoal

O time do Vitória entrou em campo contra o Ceará pela Copa do Nordeste bastante pressionado. Vindo de eliminação na Copa do Brasil e sem ter vencido ainda no regional, vencer seria o único resultado que agradaria a torcida, que desde o aquecimento dos jogadores cantava em tom de protesto.

Apesar de ter aberto o placar do jogo com Edcarlos no primeiro tempo, o time não conseguiu segurar o placar e por pouco não perdeu a partida, o Rubronegro sofreu o empate logo no início da segunda etapa, em gol marcado por Chico meia do Ceará. Durante o resto do confronto Ronaldo, jovem revelação do Vitória, salvou o time em algumas oportunidades com boas defesas.

Após o empate, quarto na competição regional, os jogadores saíram de campo sobre protesto da torcida. Marcelo Chamusca falou sobre o comportamento do torcedor nas arquibancadas.

"O que está acontecendo de fato é que nós chegamos agora, em janeiro, e estamos pagando uma conta que não é nossa. Sempre muito melhor ter sinergia com o torcedor. O time e a torcida junto. Mas entendo o sentimento do torcedor e respeito. A gente tem que aceitar, respeitar, desde que sejam ações que não ultrapassem a questão de agressão física, respeito moral. A arquibancada é o local mais democrático para isso. Ano passado as coisas não aconteceram, e a torcida vem saturada por isso tudo. Entendo o comportamento do torcedor", disse o treinador.

O Vitória agora tem a semana livre para treinamentos, o time só entra em campo no fim de semana que vem. Domingo (24/02) às 17hs o Rubronegro joga contra a Juazeirense fora de casa pela 6ª rodada do Baianão.

VAVEL Logo