Em vitória sobre Bahia, Carille diz que o grupo 'reagiu de maneira positiva' após protestos
Foto: Agência Corinthians/Divulgação

O Corinthians venceu o Bahia por 2 a 1 neste sábado (21), na Arena Corinthians, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.Como de costume, o treinador Fábio Carille concedeu entrevista coletiva após o término do jogo e disse estar feliz com o grupo de jogadores após semana conturbada com resultado negativo na Sul-Americana e protestos da torcida. 

“Foi uma semana de pressão. Tinha preocupação como o grupo ia reagir, e reagiu de forma positiva. Agora é pensar no próximo jogo. Estou feliz com o grupo, sim. Desde o começo do ano tem sido de trabalho e entendimento. Tem coisa que acontece da forma que a gente planeja, tem jogo que não. Estamos em uma crescente ainda”, explicou. 

Durante as manifestações da torcida, um dos principais temas em pauta foi uma suposta falta de raça dos jogadores do elenco. O treinador explicou seu ponto vista sobre o assunto. 

“Sou muito sincero no que eu falo, nosso time precisa ser cascudo em alguns jogos. É a minha sinceridade (...) Raça não está faltando, pode estar faltando melhor taticamente da minha parte, da parte técnica dos atletas. Sou sincero, não é a primeira vez que falo alguma coisa”, afirmou. 

Ainda sobre os protestos dos torcedores, Carille contou que entende a cobrança e afirmou que quem está no Corinthians sabe que enfrentará pressão. 

“Não xingaram e não fizeram nada. A gente sabe onde está, que é cobrado. Estamos na caminhada, vamos dormir em quarto, podendo virar em quatro. Nosso objetivo é estar na parte de cima e encostar cada vez mais nos primeiros no Brasileiro”

Já pensando no jogo de volta contra o Independiente del Valle, pela Sul-Americana, o treinador disse que tudo pode acontecer e que a partida será importante para o crescimento do grupo, de maneira geral. 

“De estar numa semifinal buscar resultado é desafio. Ninguém chega sem qualidade. Del Vale tirou o Independiente. É ir lá e pensar primeiro no primeiro gol, fazer um jogo inteligente, usar a malandragem. Faz parte do aprendizado, do conjunto. Tem de acreditar, tudo pode acontecer”, disse o comandante alvinegro. 

O VAR também foi tema da coletiva. O gol do Bahia foi marcado em um pênalti muito polêmico, com o árbitro consultando o ábitro de vídeo por muito tempo. 

“Eu quero acreditar que ainda está sendo o primeiro ano (...) Está sendo experiência, muitas coisas têm melhorado. Algumas coisas nunca vai ser 100% em lugar nenhum, mas com certeza é mais justo. Não vi os lances ainda. Mas acredito que é para o bem do futebol, é mais justo. Cada ano que foi passando os erros vão ser menores”, finalizou Carille. 

MEDIA: 5VOTES: 7
VAVEL Logo