Especial Libertadores-2012: Veja onde estão os heróis da conquista inédita
Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Há cinco anos o Corinthians vencia de forma invicta a Copa Libertadores da América. Com toda certeza, o time campeão entrou para a história do futebol brasileiro e mundial, com um elenco de dar inveja a qualquer clube do Brasil.

Por isso, a VAVEL Brasil trouxe para vocês, onde estão hoje os grande heróis alvinegros que dominaram a América naquela edição inesquecível. Confira.

Goleiros: 

Júlio César

O goleiro perdeu espaço justamente naquela edição da Libertadores. Após amargar a reserva de Cássio, o prata da casa foi emprestado para o Náutico em 2014, e logo depois, comprado em definitivo pelo clube pernambucano. No fim de 2016 foi anunciado como reforço do Santa Cruz, aonde permanece atualmente.

Cássio

Ao lado do meia Danilo, é o único remanescente da conquista continental. Cássio chegou e logo ganhou a posição de Julio César, que vinha acumulando falhas. A muralha corinthiana foi determinante durante o torneio, e foi ali que começou a traçar a sua trajetória como ídolo do Corinthians.

Danilo Fernandes

Assim como Julio César, Danilo também foi formado nas categorias de base do Corinthians. Em 2015, o arqueiro se transferiu para o Sport, do Recife, e após uma boa temporada partiu para Porto Alegre, para defender as cores do Internacional, onde permanece até hoje.

Zagueiros e laterais:

Alessandro

O capitão da Libertadores daquele ano se aposentou em 2013. Após queda de rendimento, o lateral decidiu que penduraria as chuteiras. Logo após parar de jogar, foi anunciado como coordenador técnico do clube, hoje exerce a função de gerente de futebol.

Fábio Santos

O lateral esquerdo se despediu do Corinthians no início de 2015, antes do clube de sagrar campeão brasileiro daquele ano. O destino foi o Cruz Azul, do México. Na metade de 2016 o jogador foi anunciado como reforço do Atlético Mineiro, clube que defende atualmente.

Weldinho

Reserva em grande parte da competição, o atleta perambulou por diversos clubes. Em 2013 foi anunciado como reforço do Palmeiras. Sem sucesso, foi emprestado para o Sporting, e logo depois voltou ao Brasil para defender Oeste de Itápolis, e Brasil de Pelotas. Atualmente veste a camisa do Figueirense.

Edenílson

Após a aposentadoria de Alessandro em 2013, o atleta atuou por mais algumas partidas pelo Corinthians.  Em 2014 fechou com a Udinese, da Itália. Sem sucesso, foi emprestado para o Genoa. Voltou ao Brasil em 2017, e hoje defende as cores do Internacional.

Ramon

Após a conquista da Libertadores em 2012, o atleta foi emprestado para o Flamengo. Sem uma passagem notável, o atleta foi jogar no futebol turco. Nesta semana, foi anunciado como reforço do Vasco da Gama para a sequência da temporada de 2017.

Chicão

Ídolo do clube, o zagueiro perdeu espaço na temporada de 2013. Seguiu para o Flamengo, onde também amargou a reserva. No Brasil, o defensor ainda defendeu o Bahia, até ir se aventurar no futebol da Índia. Pendurou as chuteiras no meio do ano de 2016.

Leandro Castán

O último jogo do zagueiro com a camisa do Corinthians foi justamente na final contra o Boca Juniors, disputada no Pacaembu. Se transferiu para a Roma, da Itália e depois foi emprestado para o Torino. Atualmente o atleta está de volta a Roma, e é constantemente especulado como possível reforço do Corinthians.

Paulo André

O zagueiro assumiu o posto deixado por Leandro Castán, e só perdeu a vaga após receber uma proposta do futebol chines. Voltou ao Brasil para defender o Cruzeiro, e logo depois assinou com com o Atlético Paranaense, clube que defende atualmente.

Marquinhos

Revelação corinthiana em 2012, o zagueiro estava no grupo campeão. Se transferiu precocemente para a Roma em 2013 e, após se destacar pelo clube italiano, foi comprado pelo Paris Saint-Germain em 2014, onde permanece até os dias de hoje.

Wallace

Pouco aproveitado no Corinthians, o zagueiro acertou a transferência para o Flamengo em 2013. Sem despontar, foi emprestado para o Grêmio e novamente não obteve destaque. Foi jogar no futebol turco, e neste ano voltou ao Vitória, seu clube formador.

Volantes e meias:

Paulinho

Ídolo da torcida corinthiana, Paulinho seguiu na equipe até a conquista da Recopa em 2013. Depois, foi vendido para o Tottenham, da Inglaterra, mas nunca conseguiu se firmar na equipe. Em 2015 o atleta anunciou a ida para o Guangzhou Evergrande, da China, clube que defende até hoje. 

Ralf

Outra peça de destaque da competição, o volante Ralf permaneceu no Corinthians até o fim de 2015, e também foi campeão brasileiro daquele ano. Se transferiu para o Beijing Guoan, também da China, e atualmente ainda defende a equipe chinesa. 

Willian Arão

O volante chegou ao Corinthians em 2011 para compor o grupo de jogadores. Foi inscrito na competição após a lesão de Paulo André. Depois da conquista, foi emprestado para Portuguesa, Chapecoense, Atlético-GO e, por fim, contratado pelo Botafogo. Após se destacar na conquista da Série B pelo alvinegro carioca em 2015, se transferiu para o Flamengo.

Danilo

Ao lado de Cássio é o único jogador ainda no elenco atual. Exemplo de atleta e ídolo da torcida, Danilo foi um dos principais jogadores do Corinthians na Libertadores. Foi o responsável por gols determinantes e pelo incrível passe para o gol de Emerson na finalíssima. Atualmente está recuperado de uma grave lesão e à disposição do técnico Fábio Carille.

Douglas

O experiente meia voltou ao Timão em fevereiro de 2012. Estava no grupo campeão, mas era reserva. Foi também campeão do mundo com o grupo. No início de 2014, foi emprestado ao Vasco até o término do vínculo com o Corinthians. Atualmente, se recupera de uma lesão no Grêmio, aonde também é ídolo.

Ramirez

O meia peruano atuou pelo Corinthians nas temporadas de 2011 e 2012. Após um bom começo, não conseguiu se firmar entre os titulares e passou boa parte do tempo entre os reservas. Após a conquista da América, acabou emprestado à Ponte Preta e, posteriormente, ao Botafogo. Depois do término do contrato, retornou ao futebol peruano, onde atuou no Universidad San Martín. Hoje defende o Alianza Lima.

Alex

Responsável por armar as jogadas ofensivas do time, e também especialista em bolas paradas, Alex ajudou a equipe a construir a trajetória vitoriosa na Libertadores. Na final contra o Boca Juniors, cobrou a falta que originou o primeiro gol de Emerson Sheik, no Pacaembu. Após o término da competição, acabou se transferindo ao Al-Gharafa, do Catar. Em julho de 2013, retornou ao Brasil para defender as cores do Internacional. Após o termino de contrato com a equipe gaúcha, acabou pendurando as chuteiras.

Atacantes:

Emerson Sheik

Emerson foi o herói da grande finalíssima contra o Boca Juniors marcando dois gols. Além de fundamental para equipe, era marcado por desestabilizar os adversários.  Em 2014, Emerson foi emprestado ao Botafogo, e obteve uma passagem polêmica. Em 2015, retornou ao Parque São Jorge. Com o término do contrato, assinou com o Flamengo, onde não foi utilizado pelo treinador. Hoje, o lendário atacante defende as cores da Ponte Preta e atravessa boa fase.

Jorge Henrique

Jorge Henrique chegou ao Corinthians em 2009 para formar o ataque com Ronaldo Fenômeno e Dentinho. Xodó da torcida, foi destaque na conquista da Libertadores e no Mundial de Clubes da FIFA em 2012, sempre como titular nos momentos importantes. Em 2013, acertou transferência para o Internacional. Depois, seguiu para o Vasco. Hoje atua no Figueirense.

Liédson

Ídolo da torcida recorrente pelas duas passagens de sucesso pelo clube, Liédson foi reserva na competição continental. Após a Libertadores acertou ida para o Flamengo, aonde não foi bem. Em 2013 voltou para Portugal para defender o Porto. Sem condições mais de atuar em alto nível, o atacante baiano se aposentou em setembro de 2013.

Romarinho

Romarinho entrou na lista para a Libertadores após a lesão do lateral/volante Edenílson. Em seu primeiro toque na bola pela competição, o atacante fez o memorável gol no empate por 1 a 1 no primeiro jogo da final contra o Boca Juniors, silenciando o La Bombonera. O atleta virou xodó da torcida e, também escreveu o seu nome na história corinthiana. Em setembro de 2014, foi negociado com o Al-Jaish, do Catar, onde atua até hoje.

William

Wiiliam chegou ao Corinthians em 2011 vindo do Figueirense. Foi peça importante da equipe campeã brasileira em 2011, e reserva na Libertadores. Após a conquista continental, o atacante foi vendido ao Metallist, da Ucrânia. Um ano depois, em julho de 2013, o atacante acertou o retorno ao futebol brasileiro, defendendo o Cruzeiro. Hoje atua no rival Palmeiras. 

Élton

Élton chegou ao Corinthians após passagem pelo Vasco em 2011. O atacante marcou um gol na vitoriosa campanha da Libertadores em 2012, na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional (PAR), fora de casa. Em agosto do mesmo ano, o atacante foi emprestado ao Vitória, e depois perambulou por clubes menores. Hoje atua pelo Ceará.

Gilsinho

Gilsinho foi contratado pelo Corinthians no início de 2012. Ficou no clube apenas por seis meses. Após a Libertadores, teve uma passagem rápida pelo Sport e voltou ao futebol japonês, desta vez para o Ventforet Kofu. Em 2015, disputou o Campeonato Paulista pelo Audax, clube de Osasco, depois se transferiu para o FC Gifu, no Japão, e agora atua no Atlético-GO.

Vale lembrar também, que um dos campeões da Copa Libertadores da América em 2012, foi justamente o atual treinador Fábio Carille. Na ocasião, o técnico era auxiliar do comandante Tite, e também participou da conquista do Mundial de Clubes da Fifa no mesmo ano.

VAVEL Logo