Nos acréscimos, Grêmio bate CSA e entra no G-4
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Na noite desta quinta-feira (7), Grêmio e CSA fecharam a 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena do Grêmio, com vitória do Tricolor Gaúcho por 2 a 1. A partida, como um todo, proporcionou poucas emoções. Mas tudo mudou nos acréscimos da segunda etapa e uma vitória gaúcha que parecia certa, ganhou dramaticidade. O Azulão empatou aos 45 da etapa final e o Tricolor, aos 47, conseguiu o gol do triunfo.

Com o resultado, o Grêmio entrou no G-4 com 53 pontos e ultrapassou o São Paulo. Já o CSA, com 29 pontos, permanece na 18ª posição e está a 5 pontos do Cruzeiro, primeiro time fora do Z-4.

Gol do Grêmio e poucas emoções no primeiro tempo

Como de costume, o Grêmio manteve o seu jogo de posse de bola e esperar a melhor oportunidade para chegar ao gol do CSA. E logo aos sete, conseguiu acelerar uma jogada com Cortez e Everton, pela esquerda. O Cebolinha cruza rasteiro para a área e Diego Tardelli aparece vindo de trás para dar vantagem ao Tricolor.

Com a vantagem no placar, o Grêmio utilizou cada vez da sua característica de manutenção da bola e não forçava tanto. Já o CSA, em contrapartida, conseguiu roubar algumas bolas do Tricolor, mas não encaixava os contra-ataques. Prova disso é que as duas equipes só tiveram uma chance de gol cada: os gaúchos com Alisson e o Azulão com Euller. No fim das contas, vantagem gaúcha na primeira etapa.

Segundo tempo de reviravoltas

A etapa final começou da mesma maneira do primeiro tempo: Grêmio com a bola e o CSA fechado, com as duas linhas de quatro, esperando um erro do adversário para sair no contra-golpe. No entanto, foi o próprio Tricolor quem proporcionou uma jogada no erro do adversário. Maicon rouba bola de João Vitor e manda do meio-campo direto para o gol. João Carlos, adiantado, só observou a bola sair.

O Azulão do Mutange chegou aos 12, com Euller, em cobrança de falta. O lateral levantou na área e Alan Costa toca de cabeça. A defesa tricolor afasta mal e Jean Cléber finaliza, obrigando Paulo Victor a praticar uma boa defesa.

A partir da metade do segundo tempo, Argel resolveu fazer alterações para deixar o CSA mais ofensivo. E deu certo. Aos 45, Rafinha, em cobrança de falta, marcou e deixou tudo igual em Porto Alegre.

A festa azulina demorou muito pouco. Aos 47, Everton tira cruzamento e Ronaldo Alves, contra, manda para o fundo do gol. Final de jogo e vitória gaúcha. 

MEDIA: 5VOTES: 3
VAVEL Logo