De volta ao Bangu, Jairinho traça metas para 2020: “Alavancar minha carreira”
Foto: João Carlos Gomes/ Bangu A.C.

Aos 29 anos, Jairinho está de volta ao Bangu em sua segunda passagem pelo clube. Grande destaque no Alvirrubro que foi a sensação do último Cariocão, o atacante fala exclusivamente à Vavel Brasil, onde aponta erros e acertos em sua carreira, ressalta o carinho pelo clube de sua região e traça maiores objetivos para 2020.

Oriundo de Campo Grande, bairro do clube que iniciou sua carreira em 2017, Jairinho rapidamente chegou ao Bangu. Em seus dois primeiros anos de clube, foram 16 jogos, com destaque para seu segundo ano, onde foi peça fundamental na campanha que garantiu ao Alvirrubro o terceiro lugar no estadual, desbancando grandes rivais como Fluminense e Botafogo, na classificação geral.

Em entrevista exclusiva, Jairinho fala sobre sua ligação com o Bangu e o desejo de seu pai em vestir a camisa do Gigante da Zona Oeste.

“Eu tenho carinho pelo Bangu, cresci na Zona Oeste. Meu pai falava direto ‘vai lá no Bangu, faz um teste por lá’, mas eu não imaginava que daria tão certo. Deus faz coisas que são muito boas, melhores do que planejamos, então pude realizar a vontade da minha família, em especial do meu pai, para jogar no Bangu e conseguir sucesso, como foi neste ano. ”

Atraindo atenção de grandes clubes depois de surpreender no estadual, Jairinho foi negociado por empréstimo ao Vasco. Fora dos planos de Luxemburgo, o atacante atuou o semestre final de 2019 no Atlético-GO, na campanha do acesso à série A do time goiano. Apesar da experiência nos dois clubes, Jairinho fala em não repetir os erros para voltar a dar grandes saltos.

"Expectativa é que 2020 seja ainda melhor que 2019. Muitas pessoas criticaram minha volta ao Bangu porque consideraram uma regressão, porque eu tinha propostas, mas vendo o meu lado sentimental eu precisava voltar para a casa e trabalhar aonde eu me sinto mais à vontade. Preciso trabalhar para alavancar minha carreira e não cometer os erros que cometi no meu primeiro salto como consegui no próprio Bangu”.

Para superar a última temporada, Jairinho destaca a participação do Bangu em competições nacionais, bem como o Brasileirão série D e a Copa do Brasil, e planeja títulos no alvirrubro. "Eu vou falar isso até para os meus companheiros, espero que a gente não pense em reviver o que vivemos em 2019, que seja muito melhor, são mais competições, objetivos ainda maiores para serem alcançados. Não nos contentamos em ser terceiro lugar ou chegar às semifinais do Carioca, vamos buscar o título, queremos ganhar o estadual”.

Comparando-se aos rivais considerados o quarteto de grandes clubes do estado, o atacante banguense reforça que apesar das desvantagens financeiras e estruturais, a determinação pode ser o fator diferencial para seu time novamente figurar entre os melhores do campeonato.

“Os caras têm uma estrutura melhor que a nossa, ganham um salário melhor que o nosso, mas com a vontade de chegar em algum lugar maior, acho que aí já conseguimos equilibrar. Nosso grupo é repleto de jogadores que estão cheios de vontade, e é por aí que podemos surpreender eles. Se você pegar todos os jogos que fizemos na vontade, ficou difícil de ganhar da gente”.

De volta ao Bangu, Jairinho reestreará justamente contra seu ex-clube, o Vasco da Gama. O confronto da primeira rodada do estadual está marcado para quarta-feira, 22 de janeiro, em São Januário.

VAVEL Logo