Ainda sem pontos, Barroca garante foco do Coritiba após derrota: "Falar pouco e trabalhar bastante"
Foto: Divulgação / Coritiba

Coritiba acumulou a terceira derrota no Campeonato Brasileiro Série A neste sábado (15), no Couto Pereira. O atual campeão Flamengo venceu por 1 a 0 em jogo válido pela terceira rodada. Lanterna da tabela, a equipe paranaense segue zerada na pontuação.

Em entrevista coletiva, o técnico Eduardo Barroca elogiou o início de primeiro tempo mas sem deixar de definir as principais dificuldades diante do Flamengo, além de pontuar a expulsão de Renê Junior como fator decisivo.

"Na minha leitura, o Coritiba começou o jogo muito bem, pressionando bastante e criando algumas oportunidades desde o início. Depois o Flamengo com a sua qualidade e padrão coletivo passou a ter um domínio na metade do primeiro tempo onde fizeram o gol. Na parte final do primeiro tempo o Coritiba, na minha visão, terminou melhor a partida novamente. No inicio do segundo tempo voltamos bem, mas infelizmente tivemos um jogador expulso. Enfrentamos uma equipe muito forte, com investimento alto, grandes jogadores e treinador.  Mesmo com um a menos lutamos, criamos oportunidades, manteve-se organizado e não foi suficiente para conseguir a vitoria. Então é falar pouco e trabalhar bastante".

A partida também contou com a estreia de Neílton, avaliada pelo treinador como positiva: "Gostei muito da entrada do Neílton. Também a do Sassá, ele correu, se dedicou. Mesmo com um jogador a menos, os dois tentaram compensar com atitudes de pressionar o Flamengo. O Neilton é um jogador extremamente importante para o Coritiba na temporada. Ele estava em um tempo de inatividade muito grande, é evidente que ele não tem condições físicas para jogar um tempo maior. Ficou claro o nível de jogador que ele é e que tem condições de ajudar. Naturalmente vai ganhar o seu espaço, tecnicamente tem repertorio para nos ajudar. Com crescimento físico vai nos ajudar".

Com a crise dentro de campo, o comandante foi questionado sobre uma possível demissão: "Sinceramente eu não penso nisso. A minha única preocupação é tentar encontrar soluções internas para reverter essa situação adversa o mais rápido possível".

Tendo a terceira derrota consecutiva, Barroca garante apenas esforço e trabalho daqui para frente: "A gente precisa rapidamente reagir porque hoje completou o nono jogo em 27 dias, uma seqüência muito pesada, física e com muitas ausências. Ainda temos mais dois jogos nesta sequência até que a gente tem uma semana completa de recuperação após o jogo do Bragantino. É encarar de frente, ter personalidade, falar pouco e trabalhar bastante".

O Coritiba segue em última posição, na lanterna, com zero pontos. Pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A, visita o Corinthians na quarta-feira (19), às 21h30 (Horário de Brasília).

VAVEL Logo