Técnico Eduardo Barros avalia derrota para o Flamengo: "Não marcar faz a diferença"
Divulgação/Fabio Wosniak

Em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Athletico Paranaense perdeu para o Flamengo por 3 a 1 no Maracanã. O único gol do Furacão saiu aos 22 minutos do segundo tempo, quando Léo Gomes bateu uma falta e assistiu Renato Kayzer dentro da pequena área. O técnico Eduardo Barros comentou sobre a partida:

“Não sei se é castigo a melhor expressão. Mas, em um jogo difícil como esse, quando conseguimos neutralizar as jogadas do adversário e criamos chances claras de gol, não marcar faz a diferença. Nós sabíamos que o Flamengo, em algum momento, ia tentar controlar o jogo e ter certa superioridade, que foi o que aconteceu no início do segundo tempo. A primeira ou segunda oportunidade que tiveram eles já conseguiram ter a vantagem no placar”.

Eduardo também falou sobre a mudança de posição do meio-campista Léo Gomes, assistente do único gol marcado pelo CAP: “Nos últimos dois meses, ele vem treinando nessa posição. Já fez jogos-treino. Então, ele estava preparado. O que a gente precisa entender é se o jogador reúne as características para jogar em determina posição e cumprir determinadas funções. No caso, o Léo Gomes tem todas as características de um lateral”.

Após esse resultado no Brasileirão, o time paranaense desceu três posições, ocupando agora a 14ª colocação na tabela, somando 14 pontos em 12 jogos. O próximo confronto está marcado para a próxima quinta-feira (8), em casa, contra o Ceará

VAVEL Logo