Vasco empata com Defensa y Justicia na Argentina e traz vantagem para o Brasil
Foto: Staff Images/COMEMBOL

Com direito a gol do argentino Germán Cano pelo lado do Vasco e Braian pelo lado do Defensa y Justicia, a primeira partida do Cruzmaltino nas oitavas de final da Sul-americana terminou empatada no 1 a 1. Na casa dos hermanos, a equipe brasileira bem que tentou sair com a vitória na base dos contra-ataques, mas não conseguiu, no entanto se manteve bem defensivamente e segurou o ímpeto adversário.

Estratégias

O Vasco foi a campo com esta escalação: Lucão; Miranda, Leandro Castan, Ricardo Graça; Léo Matos, Marcos Júnior, Leonardo Gil, Neto Borges; Yago Pikachu, Gustavo Torres e German Cano. Com uma estratégia defensiva bem definida, o alvinegro carioca usou de um sistema em que seus volantes e pontas voltavam para bloquear as laterais adversárias e tentar lançar os meio-campistas que buscavam tocar a bola em Cano. Gustavo Torres e Pikachu chegaram a voltar para exercer o papel de alas, mas foram majoritariamente pontas de velocidade.

O Defensa y Justicia usou da seguinte escalação: Ezequiel; Nestor, Adonis Frias, Héctor Martínez, Emanuel Brítez; Raúl Loaiza, Valentín Larralde, Marcelo Benitez; Ciro Rius, Francisco Pizzini e Braian Romero. O time argentino manteve a estratégia de esfriar o jogo e avançar pelas brechas deixadas pela defesa vascaína. Com Nestor e Brítez abusando dos cruzamentos, a equipe posicionou seu ataque em linhas bem definidas, subindo pelo meio-campo e descendo em velocidade (com Rius e Pizzini) pelas beiradas do campo. Braian Romero flutou pela meia-lua, fazendo o pivô da equipe.

Principais lances do jogo

Aos 24' do primeiro tempo, Rius recebeu de Pizzini e marcou o primeiro gol da partida, que viria a ser anulado por impedimento de Pizzini. Aos 35 minutos, Torres recebeu sozinho na área e chutou para defesaça de Ezequiel Unsain. Um minuto depois, mais um gol impedido de Rius. Já aos 16' do segundo tempo, Cano marcou o gol que colocou o Gigante da Colina a frente no placar. Em cruzamento de Léo Matos, German Cano virou belo voleio. Aos 33' o Defensa y Justicia empatou. Em chutaço de Braian, Lucão não pôde fazer nada.

Um jogo que mostrou as fraquezas de um elenco reduzido do Vasco, unido a um surto de Covid-19. A equipe vascaína jogou na defesa por quase todo o jogo e viu a equipe argentina chegar mais vezes do que o esperado. Decidindo em casa, o Vasco necessita de um simples 0 a 0 para se classificar diretamente. Sendo assim, conseguiu um empate importante fora de casa.

Próximo compromisso

O próximo jogo do Vasco será contra o Ceará, na segunda-feira (30), pelo Brasileirão. A partida de volta, contra o Defensa y Justicia será na quinta-feira (3), em São Januário.

VAVEL Logo