Lucca salva, e Fluminense vence Sport no Nilton Santos
Foto: Mailson Santana/FFC

Depois da goleada histórica sofrida para o Corinthians, o Fluminense precisava da vitória contra o Sport para aliviar a pressão da torcida e se reabilitar na briga por uma vaga na Copa Libertadores. A atuação não foi boa, mas a expulsão de Júnior Tavares aos 39 minutos do primeiro tempo ajudou o time carioca. Com um a mais no segundo tempo, a equipe comandada por Marcão conseguiu abrir o placar, com Lucca, e segurou a pressão do clube pernambucano no fim do jogo para sair vitorioso na noite deste sábado (16).

Com o resultado, o Tricolor chegou aos 46 pontos e se garantiu na sétima colocação do Brasileirão até o fim da rodada. A posição é importante, considerando a possibilidade da formação de G-7 (ou até, de G-8) mais adiante no campeonato. Já o Leão da Ilha permanece com 32 pontos, na 14º colocação, podendo ser ultrapassado pelo Vasco ainda neste sábado.

Escalações

O técnico Marcão, recuperado da Covid-19, promoveu mudanças no time após a goleada sofrida contra o Corinthians. Saíram da equipe titular Hudson, Yuri e Wellington Silva para a entrada de Martinelli, Luiz Henrique e Lucca. Tudo isso para dar mais velocidade ao time, que vinha sofrendo com a transição lenta de seus jogadores nas últimas partidas.

Fluminense: Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Martinelli, Yago Felipe e Michel Araújo (Nenê, 34' 2ºT); Lucca (Hudson, 42' 2ºT), Luiz Henrique (Caio Paulista, 24' 2ºT) e Fred (Felippe Cardoso, 34' 2ºT).

Com o desfalque importante de Thiago Neves, suspenso, e a saída conturbada de Jonatan Gómez, Jair Ventura também alterou o time em relação à última rodada. O treinador escalou o Sport com três volantes: Marcão, Ronaldo Henrique e Betinho. Dalberto foi a referência no ataque.

Sport: Luan Polli; Raul Prata (Hernane, 33' 2ºT), Maidana, Adryelson (Ricardinho, 33' 2ºT) e Júnior Tavares; Marcão, Ronaldo Henrique (Ewerthon, Intervalo) e Betinho; Patric, Marquinhos (Sander, 41' 1ºT) e Dalberto (Mikael, 46' 2ºT).

Primeiro tempo sonolento termina com expulsão de Júnior Tavares

A partida foi disputada no Estádio Nilton Santos, já que o Maracanã, casa do Fluminense, foi entregue à CONMEBOL para a preparação da final da Libertadores. As cadeiras vazias da arena do Botafogo acabaram assistindo a um primeiro tempo sonolento, sem grandes chances de ambos os lados. Apesar do meio-campo mais leve, o Fluminense mostrou dificuldades na saída de bola e na criação. Já o Sport, com a defesa bem postada, conseguiu contra-ataques perigosos, mas pecou nas finalizações. 

O intervalo se aproximava sem expectativas de bola na rede - Michel Araújo até marcou após cobrança de escanteio, mas o árbitro Héber Roberto Lopes anulou o lance por falta de Luccas Claro na jogada. Porém, aos  39 minutos, Júnior Tavares dividiu uma bola com Calegari e acertou um pisão no tornozelo do lateral tricolor. O VAR chamou, e o juiz, depois de ir à cabine, expulsou o jogador do time pernambucano, deixando o Sport com um a menos para o restante da partida.

Fluminense marca, mas sofre pressão mesmo com vantagem numérica

A expectativa para o segundo tempo era de que o Tricolor das Laranjeiras se aproveitasse da superioridade numérica e partisse para cima do Sport. Isso de fato aconteceu nos primeiros minutos, quando o time construiu boas jogadas, principalmente pelos lados do campo. Em uma delas, aos 3 minutos, Calegari cruzou na área e Lucca cabeceou em direção ao gol. A bola desviou em Patric e tirou as chances de defesa de Luan Polli, que só viu ela entrar.

À frente do placar, o Fluminense aos poucos foi diminuindo o ritmo. Por outro lado, o Sport conseguia boas oportunidades, especialmente na bola aérea. Aos 19 minutos, Dalberto cabeceou uma bola no travessão de Marcos Felipe. Pressionado, o time carioca recuou nos minutos finais, mas resistiu e saiu vitorioso do Nilton Santos, apesar da atuação abaixo da média.

Próximos compromissos

Depois da vitória em casa, o Fluminense viaja ao Paraná para enfrentar o Coritiba, no Couto Pereira, na quarta-feira (20), às 20h30.  Já o Sport enfrenta o Corinthians na quinta (21), às 21h, na Neo Química Arena, em São Paulo.

VAVEL Logo