Craque da Libertadores diz que trocaria prêmio pelo título: "Fico triste por não conseguir ser o Marinho"
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Autor de 23 gols em 40 jogos em 2020, Marinho gostaria de coroar a melhor fase da carreira com o título da Libertadores, mas o Santos perdeu a final para o Palmeiras por 1 a 0 com gol de Breno Lopes nos acréscimos do segundo tempo.

"Peço desculpa para toda a nação, que esperava que eu fosse o diferencial do time, mas tem dias que as coisas não acontecem. É isso, cabeça erguida. Ninguém tira da gente que somos vencedores. Sem eles eu não estaria desfrutando de um prêmio individual que eu trocaria pelo título. Eu também tenho de valorizar o trabalho, me preparei tanto, mas não consegui ser o Marinho que eu vinha sendo", lamentou Marinho ao deixar o gramado no Maracanã.

A Conmebol elegeu Marinho o craque da Libertadores e deu a ele um anel com 30 gramas de ouro, 131 diamantes, uma safira amarela e uma esmeralda.

"Agradeço a todos que torceram por nós e fico triste por não dar esse título ao torcedores que merecem, sei que eles esperam muito de mim. Fico emocionado porque é um título que sonhei, pela família que criamos, mas sabíamos que alguém tinha que ganhar. Infelizmente não fomos nós. Foram duas equipes que chegaram por mérito. Eu sonhei em estar aqui e dar o título para a nação santista. Me preparei muito, saí de redes sociais para me concentrar. Fico triste por não poder ter ajudado mais meus companheiros, mas lutamos até o final, passamos por muita coisa. Desacreditaram, mas ninguém tira da gente que somos vencedores".

"A lição que tiramos é continuar sendo família. Ser família ganhando é fácil, tem que pensar assim perdendo também. Quero agradecer ao Cuca, que acreditou na gente e nós trouxe até aqui. Eu dedico para todos que trabalharam junto. Do staff às tias da cozinha lá no Santos. Todos os torcedores, que confiaram em nós. É um prêmio de todo mundo", finalizou Marinho.

O Santos de Marinho volta a campo na quarta-feira (3), quando recebe o Grêmio, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão. Enquanto isso, o Palmeiras inicia a preparação para a disputa do Mundial de Clubes do Qatar entre 7 e 11 de fevereiro.

VAVEL Logo