Internacional tem sequência de vitórias encerrada após empate com Athletico
Foto: Divulgação / Internacional SC

Em jogo repleto de expectativas e que interessava a muitos outros times, Athlético-PR e Internacional se enfrentaram nesta quinta-feira (4) na Arena da Baixada. Os times fizeram partida morna, sem grandes emoções que terminou com o placar em 0 a 0. O Inter teve sua sequência de nove vitórias seguidas no Brasileirão 2020 interrompida.

Estratégias 

Paulo Autuori mandou o Furacão a campo num 4-4-2, com a linha de quatro defensores, Richard como volante com maior poder de marcação, Fernando Carnesin, Léo Cittadini e Jadson como meias com maior criatividade e Nikão e Carlos Eduardo na frente, dando velocidade já que o artilheiro Renato Kayzer estava no banco de reservas.

Abel Braga manteve a formação que vem dando certo para o Colorado: O famoso 4-1-4-1. Além da linha de quatro defensores, Rodrigo Lindoso foi escalado como o primeiro volante, Marcos Guilherme e Patrick mais pelos lados, Bruno Praxedes e Edenílson por dentro e Yuri Alberto na frente. Rodrigo Dourado esteve fora do jogo e Caio Vidal iniciou no banco de reservas.

Equilíbrio no primeiro tempo e ritmo lento no segundo

O primeiro tempo foi bem equilibrado. O Furacão começou a partida com marcação forte e linhas adiantadas, incomodando o Inter e mantendo a posse de bola. Tanto que logo aos seis criou uma boa chance, quando Jadson achou belo passe para Nikão, que cruzou e Moisés tirou a bola no momento em que Carlos Eduardo faria o gol.

O time mandante foi superior até metade da primeira etapa e ainda deu tempo de Léo Cittadini acertar um chutaço no travessão após corte mal feito pela defesa depois de cruzamento de Nikão.

A partir dos 20, o Internacional passou a ganhar espaço no meio-campo, tendo vantagem na força física, visto que Jadson e Nikão pouco marcam, enquanto Patrick, Praxedes e Edenílson correm o campo inteiro, ocupando muitos espaços. 

Aos 23, o time visitante empatou as chances com bola na trave, quando Rodinei arriscou de fora da área e a bola acertou o poste. Ainda deu tempo do mesmo Rodinei aos 28' cobrar falta com perigo para defesa de Santos.

Já no finalzinho da primeira parte Praxedes ainda perdeu uma grande chance, sozinho na área após boa jogada de Edenílson. Mas o resultado foi justo, muito equilíbrio, com cada equipe dominando uma parte dos primeiros 45 minutos e uma bola na trave.

No segundo tempo os dois times pouco criaram, deixando o ritmo do jogo bem lento, com vontade mas pouca (ou nenhuma) criatividade no meio-campo e chutes no gol. As poucas chances criadas foram do Furacão, já nos minutos finais. Primeiro com Vitinho nos acréscimos para defesa de Lomba e depois com cabeceio de Thiago Heleno

No mais, faltou criatividade e maior vontade de vencer para ambos os times e o placar de 0 a 0 ficou de bom tamanho para o futebol apresentado na partida.

Classificação e próximos jogos

Com o resultado o Athletico ficou na décima posição, com 46 pontos e na próxima rodada enfrenta o Corinthians, quarta (10), às 21h30, fora de casa.

Já o Inter permanece na liderança, com 66 pontos conquistados e na próxima rodada encara o Sport, quarta (10), às 19h, em casa.

VAVEL Logo