Após empate com Grêmio, Cuca não garante permanência no Santos para a próxima temporada
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em entrevista após o empate em 3 a 3 diante do Grêmio, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (3), pela 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca não garantiu a sua permanência no Santos para a próxima temporada.

 

Questionado se o treinador já comunicou a diretoria santista uma decisão sobre o seu futuro, ele não cravou a renovação do seu contrato, que termina no fim de fevereiro, quando também se encerra o Campeonato Brasileiro 2020, no dia 24.

 

"Eu tenho contrato até o dia 24. Vou suar sangue cada minuto até o dia 24. Depois a gente vê o que faz", disse Cuca.

 

Essa foi a primeira vez que o técnico se pronuncia após a perda do título da Libertadores para o Palmeiras, no último sábado (30), no Maracanã.

 

"O importante hoje é estar com a cabeça boa, como estou, mesmo com o coração muito dolorido como estou. Você não tem ideia. Mas estamos nos levantando juntos", comentou o treinador.

 

O treinador também falou sobre a sua expulsão na final da Libertadores, minutos antes do Palmeiras abrir o placar. Cuca recebeu o cartão vermelho direto depois de disputar, com o lateral-direito Marcos Rocha, do Palmeiras, em uma bola que havia saído pela lateral. 

 

"O treinador sair expulso da maneira como saí, injustamente, porque eu não fiz nada... Dominei uma bola como sempre faço. Acabei que caí. Também acho que o Marcos Rocha não fez muita coisa para criar celeuma que o árbitro crioi. Isso foi uma coincidência horrível que aconteceu. Não tem nada a  ver com desestabilizar."

Com o empate, o Santos chegou aos 46 pontos e está na décima posição. O Peixe volta a campo no sábado (6), às 21h, diante do Atlético-GO.

 

 

 

 

 

VAVEL Logo