Sobre Pablo, Vizolli afirma: “Torcedor do São Paulo tem que esperar muita coisa boa dele”
Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC

Após vencer o campeão brasileiro Flamengo, Marcos Vizolli destacou pontos importantes em mudanças do São Paulo para a partida. Dentre estes: interferência de Muricy, chegada de Crespo, estreia de Welington e muito mais…

Inicialmente, Vizolli destacou a grande influência de Muricy para a mudança de sistema, visto que o time foi de um 4-2-2 a um 3-5-2 na partida contra o Flamengo: “Quando perdemos pro Botafogo eu tinha em mente mudar o sistema. O Muricy teve participação grandiosa nisso, o debate final foi com ele. Ele conhece muito esse sistema porque foi campeão brasileiro três vezes”.

O interino Tricolor também destacou a estreia do 'Made In Cotia', Welington. O jovem lateral-esquerdo de 20 anos estreou hoje, contra o Flamengo, e foi um dos destaques positivos da boa partida no Morumbi.

“Welington tem uma história linda, teve um problema de saúde, se recuperou, foi comigo para a China, fez uma recuperação muito boa lá, era um menino ainda e agora quando retornou foi convocado para a Seleção, foi capitão. Era o jogador da posição, o jogador certo para jogar”.

Marcos também afirmou a liderança de Crespo aos treinos já nesta sexta-feira (26): “Amanhã o Crespo se apresenta para treinamento com todas as condições que o São Paulo sempre deu, vamos ajudá-lo como sempre ajudamos os outros, seremos fiéis, amigos e companheiros nesse momento de transição”.

Sobre a saída de Juanfran antes da partida ante o Flamengo, Vizolli explicou e elogiou o jogador: “Acabamos o treino ontem e ele (Juanfran) veio me procurar, eu ia deixar ele como suplente, ele me procurou com educação e falou que não gostaria de ficar no último jogo no banco de reservas, falou que não queria vir. A minha escolha no Igor foi porque o sistema exigia”.

O treinador interino finalizou sua entrevista exaltando o atacante Pablo, autor de um dos gols são-paulinos na partida, e demonstrando confiança em uma melhora da contratação mais cara da história do São Paulo.

“Jogar nesse clube exige muito mais coisa do que ser jogador de futebol, tem que ser profissional, brigar pela camisa. Ele estava passando alguns momentos até com a comissão passada, problemas de relacionamento com o torcedor, com ele, com a bola. (...)  Ele precisava disso hoje, um jogo difícil, tombado, e fez o gol. Eu tenho muita esperança nesse menino, é um 'gentleman', e o mais importante, o torcedor do SP tem que esperar muita coisa boa dele”.

O São Paulo entra em “pré-temporada” de 4 dias após o término do Brasileirão. Com muita confusão do calendário da CBF, o Tricolor Paulista estreia pelo Paulistão contra o Botafogo-SP, no domingo (28), às 19h, no Morumbi.

VAVEL Logo