Ele voltou! São Paulo anuncia retorno do zagueiro Miranda após 10 anos
Foto: Divulgação/São Paulo

Na manhã desta quarta-feira (17), o São Paulo anunciou o retorno do zagueiro Miranda ao clube do Morumbi. Miranda volta após 10 anos de sua passagem vitoriosa pelo clube. Ele já treina pelo tricolor, que agora aguarda o retorno do futebol em São Paulo.

O zagueiro de 36 anos teve os últimos dias de negociações com a diretoria para resolver pendências de contrato. Ele assina até o final de 2022 e foi um pedido do treinador Hernan Crespo.

Miranda já no CT (Foto: Divulgação/São Paulo)
Miranda já no CT (Foto: Divulgação/São Paulo)

Miranda já havia, informalmente, sido anunciado pelo presidente Julio Casares, antes do início de um clássico contra o Santos, no último dia seis.

Está retornando. Falei há pouco com ele por telefone. Já vinha falando antes do final do ano, já vínhamos conversando, e o Miranda vem para reforçar o nosso elenco. Um grande valor, uma grande experiência, um grande zagueiro”, disse Casares.

Ele chega após jogar de 2019 a 2021 no Jiangsu Suning, da China, que é o atual campeão do Campeonato Chinês, mas que em fevereiro desse ano encerrou suas atividades.

Carreira vitoriosa

Miranda foi revelado pelo Coritiba em 2004, onde teve grande destaque e até levou o título paranaense. Em 2006, após uma breve passagem pelo Sochaux, da França, Miranda voltou ao Brasil para jogar pelo São Paulo. No tricolor ele foi destaque em defesas pouco vazadas nos Brasileirões de 2007 e 2008, ao lado de Alex Silva no primeiro ano e Rodrigo e André Dias no segundo, ganhando os dois Campeonato Brasileiros daqueles anos.

Miranda já no clube (Foto: Divulgação/São Paulo)
Miranda já no clube (Foto: Divulgação/São Paulo)

Em 2011 Miranda voltou à Europa, mas dessa vez no Atlético de Madrid, onde ficou por quatro anos. Lá ele foi destaque na defesa de Simeone, onde conseguiu títulos importantes, como a Liga Europa de 2011-12, a Copa do Rei de 2012-13 e o Campeonato Espanhol de 2013-14.

Miranda chegou à Inter de Milão em 2015 e ficou lá até 2019, quando se transferiu ao Jiangsu Suning, que encerrou as atividades em fevereiro deste ano.

Em 2007 ele foi convocado pela primeira vez pela Seleção Brasileira e, desde então, sempre se manteve sendo convocado para defender a amarelinha. Pela Seleção Miranda venceu dois Superclássicos das Américas, em 2014 e 2018, uma Copa das Confederações em 2009 e uma Copa América, em 2019.

VAVEL Logo