Com classe e crueldade, Ceará vence a Chapecoense no Castelão
Foto: Stephan Eilert / Ceará SC

O Ceará voltou a vencer após seis partidas e a vítima foi a Chapecoense, na tarde deste sábado (25), na Arena Castelão. O gol, como a própria alcunha do artilheiro, foi com requintes de crueldade. Jael 'o Cruel', de pênalti, foi quem marcou o único tento da partida.

No primeiro tempo faltou qualidade para as equipes definirem a partida. O Ceará começou melhor e teve as melhores oportunidades na primeira etapa, mas pecou demais na finalização e, principalmente, na pontaria (tanto que dos 10 chutes do Vozão no primeiro tempo, somente dois foram no gol).

Do outro lado, para a Chape, além da pontaria faltou também a força e a técnica. O time conseguiu chegar uma vez perigosamente acertando o gol e finalizou outras quatro pra fora, mas não levou tanto perigo e pouco chegou.

  • Pênalti, polêmica, expulsão e crueldade

A polêmica do jogo começou aos 6 minutos da segunda etapa. Luiz Otávio caiu na área e o juiz assinalou o pênalti por um toque do jogador da Chapecoense. O VAR analisou e confirmou. Jogadores da Chape reclamaram e muito.

Não teve jeito. Jael foi para a cobrança e, como diz sua alcunha, foi cruel. Bateu com categoria, de cavadinha, deslocando o goleiro Keiller e abrindo o placar no Castelão. Na comemoração, o alívio de marcar o seu segundo gol no Brasileirão e ajudar o Ceará a voltar a vencer.

O Ceará passou a abusar dos contra-ataques, enquanto a Chape, quase sem forças, atacava esporadicamente. Em um dos contragolpes rápidos do Vozão, Vina foi derrubado próximo da área por Jordan, que já tinha cartão amarelo e recebeu o segundo, aos 22 do segundo tempo.

Com um a mais, fica difícil fazer uma análise dos times, já que a Chapecoense segurou o resultado e o Ceará aproveitou os espaços para atacar, ainda assim pecou muito nas finalizações (terminou com 24 chutes, sendo 8 no gol). A Chape até tentou, mas não tinha mais forças.

  • Classificação e agenda

Depois de seis de acréscimos, o juiz encerrou a partida e o Ceará comemorou. Com classe e crueldade, o Vozão voltou a vencer após seis partidas e Tiago Nunes conseguiu o primeiro triunfo à frente do Alvinegro.

O Verdão perdeu novamente e vê a esperança de escapar do rebaixamento se esvair. Com a derrota, a Chape segue na lanterna com apenas 10 pontos em 22 partidas, enquanto o Vozão chegou aos 28 pontos e à 10ª colocação.

Ambos os times voltam a campo no próximo fim de semana. No sábado (2), o Ceará visita o Bahia, às 19h30, na Arena Fonte Nova. No dia seguinte, domingo (3), a Chape recebe o São Paulo, às 16h, na Arena Condá.

VAVEL Logo