WTorre apresenta novo projeto para estádio do Santos, com 30 mil lugares e custo de R$ 400 milhões
Foto: Reprodução / Santos FC

Os novos detalhes financeiros para a construção da nova Vila Belmiro foram apresentados na noite desta quarta-feira (27), durante uma reunião do Conselho Deliberativo do Santos. Alguns membros da WTorre, empreiteira responsável pelo projeto da reformulação da Vila Belmiro, também participaram do encontro, que foi realizado no próprio estádio.

Assim que o projeto foi criado, o orçamento inicial era em torno R$ 250 milhões, porém, as obras tiveram o custo reajustado para R$ 400 milhões, devido aos aumentos das matérias durante a pandemia. O presidente Andres Rueda já até havia explicado, no ano passado, o motivo da readequação do projeto, em matérias, obra e taxas de juros, parecia até que o novo estádio ficaria mais distante de ser construído.

Porém, neste ano de 2022, após algumas reuniões entre o presidente do clube santista e a empreiteira, decidiram voltar ao projeto. A capacidade do estádio foi mantida em 30 mil lugares, além disso, o projeto também prevê 500 vagas de estacionamento.

Para realizar a captação inicial de recursos junto aos investidores, a WTorre explicou que irá utilizar a comercialização de cadeiras premium e camarotes. Além da empreiteira ser responsável pela gestão do estádio pelo período de 30 anos, esquema parecido com o do Allianz Parque, do Palmeiras.

Agora, o Peixe irá montar uma comissão de conselheiros com experiência na área de engenharia, para que o projeto possa sair do papel o mais rápido possível nesses próximos anos.

A expectativa do clube em ter sua arena é alta, e que após a aprovação dos conselheiros, o projeto passará por uma votação final, sendo ela com os associados do clube. Depois de passar pelo crivo dos ‘Sócios Reis’ é que as obras poderão ser iniciadas. O prazo para entrega do novo estádio seria de 24 meses.

VAVEL Logo