Atlético-MG bate Atlético-GO e volta a vencer no Campeonato Brasileiro
Foto: Pedro Souza/Atlético

Na noite deste sábado (14), o Atlético-MG venceu o Atlético-GO por 2 a 0 no independência, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e afastou o fantasma do empate que vinha assombrando a equipe mineira. O gol contra de Marlon Freitas abriu o placar na primeira etapa e Hulk, fez o segundo na etapa final.

Intensidade e muita pressão

A partida iniciou bastante eletrizante, com as duas equipes se lançando ao ataque. O Galo dava indícios de uma equipe bastante ofensiva, buscando as jogadas com Nacho e acionando os pontas, enquanto o clube goianiense também brigava pela bola para se mandar ao ataque. A primeira grande chance aconteceu no início do jogo, para os visitantes. Após vacilo na marcação de saída adversária, Léo, camisa 11, saiu em disparada buscando o fundo, deu um passe açucarado na ponta oposta e Guilherme Arana impediu a finalização. No rebote, novo arremate e próprio lateral fez o corte. Pouco mais adiante o alvinegro voltou para o jogo, incomodava e causava um inferno na zaga adversária, mas pecava nas conclusões.

Chegando no minuto treze, depois de uma ótima cobrança de escanteio dos pés de Nacho Fernández, Marlon Freitas deu contra o próprio gol e abriu o placar para os donos da casa. Com o placar a favor no início da partida, o clube mineiro continuou pressionando a equipe adversária, envolvendo-a em seu jogo, tentando achar os atacantes na infiltração. Os visitantes tentavam aumentar o ritmo da marcação, pressionar os donos da casa fazendo marcações duplas e até triplas, mas não conseguiam pegar a bola em boas condições para o contra-ataque.

Com a partida passando da metade do primeiro tempo, o Galo tomava conta do meio campo e mantinha a pressão no campo de ataque, enquanto o Dragão buscava uma brecha para sair em velocidade — que não acontecia. Depois da chance que tiveram nos primeiros minutos e o gol sofrido, o time ficou mais recuado e quando tinham a bola, não conectavam com o setor ofensivo. O Galo ainda chegou outra vez, com Jair batendo dentro da área, mas o goleiro estava bem posicionado e fez ótima defesa.

Nos minutos finais da primeira etapa, em um contra-ataque relâmpago, Keno conseguiu evitar o corte do último marcador ainda no meio campo e partiu em disparada para o gol adversário. Já dentro da área, tocou cruzado na outra ponta da área e na finalização os jogadores se embolaram e a defesa fez o corte. Em sequência, Keno bateu escanteio na segunda trave e Hulk, de cabeça, mandou por cima do gol.

Jogo morno com cheque-mate no final

O segundo tempo voltou o oposto da primeira etapa, bem morno e mais tranquilo. O clube alvinegro buscou trabalhar mais com os laterais e tentando sufocar o adversário em seu campo de defesa. O rubro-negro buscava sair em velocidade, trabalhando com seus pontas para tentar jogar nas costas dos laterais, mas esbarravam na defesa sólida e marcação forte dos donos da casa.

Com relógio batendo a metade da etapa final, as equipes encontravam enormes dificuldades de concluir as jogadas, gerando inúmeros erros de passe e transições precipitadas. A melhor oportunidade chegou aos vinte e cinco, com o Galo, quando Hulk venceu o marcador, entrou na área, mas na finalização adiantou demais a bola. Não demorou muito, a pressão alvinegra no embalo da torcida ficou insuportável e Hulk, não desperdiçou desta vez. Ao receber um ótimo passe de Nacho de frente para o gol, mandou no cantinho do goleiro, aumentando a vantagem para 2 a 0.

Diferentemente dos jogos passados, onde o Galo baixava mais as linhas no segundo tempo, contra o clube goiano a intensidade se manteve. Na marca dos trinta e cinto da etapa final, Ademir sofreu falta na entrada da área. Hulk foi para a cobrança e com a ponta dos dedos, o goleiro salvou o que poderia ser o terceiro gol alvinegro.

Chegando nos minutos finais, o clube mineiro ainda teve algumas oportunidades de incomodar o adversário, mas a defesa foi melhor e evitou os donos da casa de aumentarem o placar e o árbitro, ao bater o tempo, apitou o fim da partida.

Situação das equipes e próximos confrontos

Com a vitória e um jogo a mais, o Galo assume provisoriamente a segunda colocação no Brasileirão. Já o Dragão, após a derrota, se tornou o vice lanterna e até o fim da rodada, pode virar o lanterna da competição.

O Atlético-MG volta a campo na quinta-feira (19), contra o Independiente Del Valle, em Belo Horizonte, às 19h, pela Libertadores. O Atlético-GO volta a campo na terça-feira (17), contra o Antofagasta, em Goiânia, às 21h30, pela Sul-Americana.

VAVEL Logo