Com gol nos acréscimos, Atlético vence Pouso Alegre e assume liderança mineira
Sasha foi autor de dois dos três gols marcados hoje na vitória atleticana fora de casa. (Foto: Divulgação/Atlético)

Em situações opostas na tabela de classificação, Pouso Alegre e Atlético fizeram na tarde deste sábado (26) no estádio Manduzão o jogo que fechou a oitava rodada do Campeonato Mineiro. O alvinegro venceu por 3 a 2, com dois gols de Sasha e um de Fábio Gomes e assumiu a liderança do campeonato. Já a equipe visitante, que empatou a partida duas vezes com gols do zagueiro Ramon, segue na zona de rebaixamento e sem vencer no estadual.

As duas equipes entraram em campo com muitas mudanças em relação aos seus últimos jogos. Do lado do atleticano, o técnico Turco Mohamed mandou a campo uma equipe mista, tendo como grande novidade o atacante Eduardo Vargas iniciando como titular. Já o Pousão, que sonhava com a saída da zona de rebaixamento, entrou com 6 alterações nos 11 iniciais em relação a partida contra a URT, com as entradas do zagueiro Ramon, o recuo de Carlinhos da ponta para a lateral esquerda, os meias Lucas Gonçalves, Denner e Lucas Rodrigues, além do atacante Bruno Moraes.

Primeiro tempo

Com a bola rolando, os primeiros minutos foram marcados por várias finalizações das duas equipes. Os donos da casa começaram assustando primeiro logo aos 6 minutos. Em falta cobrada pela direita, Gledson se antecipou à marcação e cabeceou para a boa defesa de Everson, que espalmou para a linha de fundo. No escanteio cobrado logo em seguida, Luanderson subiu mais alto que todo mundo e cabeceou com perigo, assustando mais uma vez a defesa atleticana. A resposta do Galo não demorou muito e foi fatal. Aos 9 minutos Guilherme Arana cobrou escanteio pela direita e Sasha apareceu livre na área para cabecear e abrir o placar. 

A bola aérea seguiu sendo a principal arma dos dois times no início de partida, e aos 13 minutos o Atlético quase ampliou com Réver, que cabeceou com perigo após cruzamento de Keno pela esquerda. Pressionado pelo placar adverso, o Pouso Alegre tentou reagir na partida aos 22 minutos, em chute de fora da área de Dener, que desviou na defesa do Galo e passou por cima do gol. Três minutos depois, foi a vez do Galo chegar ao ataque novamente. Sasha deu um chapéu em Glédson e tocou para Ademir, que dominou e chutou de canhota, raspando a trave esquerda do goleiro Cairo.

Aos 31 minutos, Guilherme Arana arriscou de fora da área, mas sem assustar o goleiro Cairo. Pouco depois, Vargas deu um ótimo passe para Keno, que chegou livre na linha de fundo e cruzou para Sasha, que ajeitou para chegada do chileno. O camisa 10 finalizou de primeira, e a bola passou próximo do travessão. Logo em seguida, o goleiro Cairo errou um passe na grande área, jogando a bola nos pés de Alan que, cara a cara com o arqueiro, tentou marcar o segundo gol alvinegro, mas o goleiro se redimiu com uma boa defesa. No escanteio cobrado após o lance, Ademir cabeceou com perigo, mas desperdiçou mais uma chance. O Galo só voltou a finalizar aos 43 minutos com Keno, que recebeu pela esquerda, cortou para a perna direita e finalizou, mas o chute acabou saindo fraco e Cairo defendeu tranquilamente.

Segundo tempo

Precisando pontuar de qualquer maneira, o Pousão começou o segundo tempo pressionando o Atlético, e aos 7 minutos um lance polêmico gerou reclamação dos jogadores. Em jogada pela esquerda, a bola desviou no braço de Guga após uma finalização, mas a arbitragem mandou seguir o jogo, o que gerou uma grande revolta por parte dos jogadores e da torcida presente no estádio. Dois minutos depois houve nova reclamação de toque de mão, dessa vez envolvendo o zagueiro Nathan Silva, que desviou o chute de Eberê com o braço colado no corpo, e a arbitragem mandou novamente a partida seguir. O Galo só conseguiu chegar com perigo pela primeira vez no segundo tempo aos 12 minutos. Vargas recebeu um bom passe, tocou para Keno que viu Ademir livre próximo da grande área. O Fumacinha recebeu, ajeitou e chutou com a perna esquerda, mas a bola subiu demais e passou por cima do travessão.

A pressão dos donos da casa surtiu efeito aos 14 minutos. Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, a defesa atleticana afastou mal, e em novo cruzamento, Ramon subiu de cabeça e deixou tudo igual no placar. O gol incendiou a equipe da casa e a torcida, que cantava cada vez mais alto a cada jogada do time. O Galo tentou responder ao bom momento do adversário com Keno, que finalizou com o pé direito, mas Cairo apareceu bem e defendeu sem dar rebote. Poucos minutos depois, Sasha recebeu um passe próximo da meia lua e encheu o pé, mas a finalização mais uma vez passou por cima do gol.

Mesmo com o momento favorável aos donos da casa, foi o Atlético que chegou ao segundo gol. Aos 26 minutos, Ademir arrancou pela direita e cruzou para Vargas, que ajeitou de cabeça para Sasha. Livre na pequena área, o atacante só empurrou a bola para as redes, para a alegria dos atleticanos presentes no Manduzão. O Pouso Alegre não se abateu com o golpe sofrido e partiu pra cima em busca do empate novamente. Aos 32 minutos, Gabriel arriscou pro gol mesmo sem ângulo e quase empatou a partida, mas o goleiro Everson apareceu para mandar a bola para escanteio. 

Três minutos mais tarde, o zagueiro Ramon apareceu de novo para empatar o jogo. Em bola levantada na área por Foguinho, o zagueiro cabeceou livre de marcação para o gol, deixando tudo igual novamente. Buscando sair do Manduzão com os 3 pontos e a liderança, o Atlético voltou a pressionar o adversário e chegou com perigo aos 41 minutos. Em lançamento de Arana, Nacho pegou de primeira pro gol, mas Cairo espalmou e evitou o terceiro gol do Galo. Um minuto depois, Guilherme Arana chegou na linha de fundo e cruzou pra área, mas Sasha e Ademir não conseguiram desviar, e a bola foi pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o Pouso Alegre quase virou o placar com Lucas Reis, que cabeceou perigosamente após falta cobrada pelo lado esquerdo. O Atlético tentou responder com Guga, que arriscou de fora da área, mas sem levar perigo ao gol defendido por Cairo. Quando tudo caminhava para um empate, Fábio Gomes deu números finais a partida. O jogador, que entrou durante a segunda etapa, fez o gol salvador do Galo após escanteio cobrado por Nacho Fernández. O camisa 9 subiu e cabeceou forte sem chances para o goleiro. Foguinho ainda tentou evitar em cima da linha, mas sem sucesso. Com o triunfo, o Galo chegou a 19 pontos, mesma pontuação do Cruzeiro, mas o alvinegro assumiu a liderança pelo saldo de gols (13 do Atlético e 8 do Cruzeiro).

Próximos compromissos

Em situação cada vez mais complicada na tabela e ainda sem vencer no estadual, o Pouso Alegre vai jogar contra o Patrocinense fora de casa no domingo (06), às 10h30. Antes disso, o Pousão enfrenta o Paraná na terça-feira (03) pela primeira fase da Copa do Brasil, às 19h. Já o Atlético terá o clássico contra o Cruzeiro também no domingo, às 18h, em partida que pode valer a liderança isolada da competição.

VAVEL Logo