Vasco
empata com Guarani em noite de casa cheia em Manaus
Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Sob os olhos de cerca de 33 mil torcedores, Vasco e Guarani ficaram no 0 a 0 na Arena da Amazônia, em uma partida válida pela 8ª rodada da Série do Campeonato Brasileiro. Apesar do mando de campo ser do Bugre, a torcida do time carioca se fez mais presente e o time se sentiu em casa.

  • Jogo morno

Apesar da superioridade vascaína na arquibancada, quem foi um pouco melhor na primeira etapa foi o Guarani, que se fechou e buscava contra-ataque, priorizando a velocidade da equipe. Já o Vasco procurava ocupar o campo ofensivo e pressionar a saída de bola do Bugre. A primeira oportunidade veio dos pés do Guarani, aos 16 minutos, o volante Júlio César mandou uma bomba de fora da área, mas o goleiro vascaíno fez uma grande defesa. A pressão do time paulista continuou e no minuto seguinte foi a vez do lateral Diogo Mateus, que também mandou uma bomba e obrigou o Thiago Rodrigues jogar para escanteio.

Depois da investida do Guarani, o Vasco voltou mais para o jogo, criou boas oportunidades, aos 34 minutos de jogo, após receber a bola na área, Figueiredo tocou de cabeça, Andrey desviou e a zaga evitou o gol cruzmaltino. Minutos depois, Guarani quase abriu o placar, após o Giovanni Augusto chutar de fora de área e bater na trave, a bola sobrou para o zagueiro Ernando (ex-Vasco), que pegou o rebote de cabeça, desviou em Lucão do Break, mas o goleiro vascaíno apareceu para fazer uma grande defesa.

As melhores oportunidades foram do Guarani, que só não marcou por causa da boa atuação do goleiro Thiago Rodrigues, já o Vasco pecou na criação, já que os responsáveis, foram mal no jogo.

  • Empate sem gols


A segunda etapa melhorou um pouco, Vasco começou levando mais perigo ao Guarani. Em três minutos de jogo, Gabriel Dias avançou pela direita, trocou para o Figueiredo, que mandou uma bomba, mas o Maurício Kozlinski fez uma boa defesa. E equipe vascaína utiliza muito essa habilidade do chute forte de fora da área do jogador, ainda mais quando o time tem dificuldades de se infiltrar na área do time adversário. Minutos depois o Vasco atacou com perigo novamente, após uma cobrança de escanteio, Raniel cabeceou, que assustou o goleiro, mas foi para fora.

O Zé Ricardo mexeu no time algumas vezes no decorrer no segundo tempo, mas a substituição que mudou o jogo foi a saída do Bruno Nazário, que não fez uma boa partida, tanto pela ponta, como no meio, e a entrada o Palacios. É um jogador com dinamismo, que se movimenta muito em campo e cria bons lances, que é o que o time carioca precisa.

Vasco foi muito mais ofensivo que o mandante nesse segundo tempo, Guarani diminuiu o volume depois que voltou do intervalo. Bugre também mexeu no time, e uma das saídas foi de um antigo conhecido da torcida vascaína, o zagueiro Ernando, para a entrada do também conhecido da torcida, o Leandro Castan, que foi recebido com vaias pela torcida, já que não saiu do time em um clima bom com a torcida.

O mandante chegou também no ataque, mas muitas finalizações foram para fora, sem trabalho para o goleiro do Vasco. Um dos lances mais perigosos da etapa final foi do Vasco, aos 40 minutos de jogo, após um cruzamento, Gabriel Pec apareceu livre na área e cabeceou, mas o goleiro do Bugre fez uma grande defesa. E mais uma vez o cruzamento veio da direita com Gabriel Dias, que participou muito bem ofensivamente da partida. Mas no fim, o Vasco, apesar de boas chegadas, não conseguiu balançar as redes e nem o Guarani, terminando o jogo em um empate sem gols.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco
Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Como fica


Com o empate, Vasco chegou a 14 pontos e sobe para a 3ª posição. Perdeu a chance de se aproximar do líder Cruzeiro, que tem 16 pontos. Já o Guarani, não conseguiu escapar da zona do rebaixamento e permanece em 17º com 8 pontos.


Próximos jogos


Pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco recebe o Brusque na quinta-feira (26), às 19h, em São Januário. E o Guarani viaja para enfrentar o Sampaio Correa no sábado (28), às 19h, no Castelão-MA.

VAVEL Logo