Ceni explica ausência em premiação após vice da Sul-Americana e mantém futuro em aberto
Foto: Divulgação/Conmebol

O técnico Rogério Ceni não garante que seu futuro é no São Paulo após o vice da Copa Sul-Americana. O tom após a derrota por 2 a 0 diante do Independiente del Valle, em Córdoba, neste sábado (1º), não poderia ser diferente e o treinador disse que precisa avaliar algumas questões antes de tomar uma decisão sobre o próximo ano.

Hoje era um dia muito importante na história do clube, em que a gente podia ter mudado essa década de luta, mas de sofrimento. Lamentamos o torcedor que veio com muitas dificuldades, compareceu em um número muito legal, cantou, incentivou, e não sai daqui com título. Vão voltar sem o título, isso que mais dói. Gastaram, sofreram e não viu o São Paulo ser campeão. São coisas que vou pensar nos próximos dias. Tem dez jogos, mas vamos analisar com calma”, disse o técnico.

Em julho, São Paulo e Rogério Ceni acertara a renovação do contrato até o final de 2023. Mas a equipe caiu na semifinal da Copa do Brasil, ostentou uma sequência sem vitórias no Brasileirão e agora desperdiça a única chance de título no ano com a derrota.

Ausência na premiação

O treinador também explicou o motivo de não ter subido ao pódio para receber a medalha de vice-campeão.

"Desci [para o vestiário] porque achei que demoraria bastante, mas todos os atletas estavam em campo. Resolvi descer mais cedo pelo fato de que o Del Valle tem de comemorar, é importante para eles a conquista", disse. "Não havia motivo nenhum de comemoração", continuou o treinador, que não conseguiu seu primeiro título como comandante do clube e ficou frustrado com a derrota por 2 a 0 para o time equatoriano.

Briga por vaga à Libertadores

Agora, o objetivo volta a ser o traçado no início do ano: conquistar uma vaga na próxima Copa Libertadores. Meta não muito fácil, já que ocupa a 13ª colocação na classificação, com 37 pontos, cinco a menos que o América-MG, oitavo colocado.

Temos dez jogos de Campeonato Brasileiro, apesar de não ter possibilidade de título, temos de fazer o máximo de pontos possíveis para tentar uma vaga numa pré-Libertadores para o próximo ano. Caso contrário, começa um 2023 exatamente da mesma maneira que 2022, praticamente um ano que ficou, por mais que tenha chegado a duas finais, fica um ano talvez financeiramente relativamente bom para o clube, mas fica mais um ano em que não conseguimos progredir”, afirmou.

O Tricolor Paulista volta a campo na quinta-feira (6), diante do América-MG, às 20h, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo