Nepomuceno confirma e Marcelo Oliveira retorna ao Atlético-MG após oito anos

Treinador acertou nesta sexta feira (20) os últimos detalhes e já viaja com o time para Curitiba, onde o Galo enfrenta o Atlético-PR no domingo (22)

Nepomuceno confirma e Marcelo Oliveira retorna ao Atlético-MG após oito anos
Marcelo Oliveira esteve à frente do Palmeiras na última temporada (Foto: Vanessa Carvalho/Getty Images)

Após oito anos, Marcelo Oliveira está de volta ao comando técnico no Atlético-MG. Depois da queda na Copa Libertadores da América, o uruguaio Diego aguirre pediu demissão e o presidente Daniel Nepomuceno agiu rápido ao contratar Marcelo, que estava sem clube desde março, quando foi demitido do Palmeiras.

O treinador era o peferido da cúpula atleticana, pela história construída no clube como jogador, sendo ídolo da torcida. Após bons trabalhos como técnico, coroados com títulos nacionais em outros clubes, o entendimento da diretoria alvinegra é que já era hora de dar oportunidade a Marcelo de comandar o time principal.

Marcelo Oliveira deu os primeiros passos como treinador justamente nas categorias de base atleticana. Comandou a equipe principal por seis vezes, sempre como interino após demissões. A última vez foi em 2008, quando conseguiu salvar o Atlético do rebaixamento, porém em 2009 não continuou à frente da equipe, pois naquele momento entendiam que era necessário um técnico com maior experiência.

Marcelo chega para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Com dois brasileiros conquistados no maior rival, o técnico é a esperança atleticana na busca pelo título, já que o clube bateu na trave nos anos de 2012 (Fluminense acabou campeão) e 2015 (Corinthians ficou com o caneco). 

O treinador já viaja com o time para Curitiba, onde neste domingo, às 11h, enfrenta o Atlético-PR pela segunda rodada do Brasileirão. O Atlético terá para esta partida os desfalques de Lucas Pratto, com estiramento na panturrilha, Leonardo Silva, com estiramento na coxa, Junior Urso e Robinho com dores musculares e o volante Leandro Donizete, que ainda cumpre suspensão imposta pelo STJD em 2015. O clube não informou se o treinador dirigirá o time à beira do gramado ou se ficará na cabine apenas para assistir a partida.

Marcelo vai firmar contrato com o Atlético até dezembro de 2017, quando termina o atual mandato do presidente Daniel Nepomuceno. O técnico chega com dois auxiliares, Eduardo (ex-centroavante do Atlético) e Tico, além do preparador físico Juvenilson.