Flamengo sofre primeiro revés com Rueda, e técnico lamenta: "Nunca queremos perder"

No clássico carioca pela 23ª rodada do Brasileirão, Rubro-Negro foi superado pelo Botafogo, perdendo a invencibilidade de dois anos e meio contra o rival

Flamengo sofre primeiro revés com Rueda, e técnico lamenta: "Nunca queremos perder"
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Na noite deste domingo (10), Estádio Nilton Santos, o Flamengo visitou o Botafogo, e acabou derrotado por 2 a 0, com dois gols de Roger. Com o resultado, o Rubro-Negro voltou a encontrar uma derrota em clássicos contra o Alvinegro, o que não acontecia desde março de 2015 – neste período foram oito jogos disputdos, com cinco empates e três vitórias rubro-negras. 

No fim do jogo, o técnico Reinaldo Rueda comentou sobre sua primeira derrota no comando do rubro-negro. "Nunca queremos perder. Temos que ser maus perdedores, por tudo que significa Flamengo, pela rivalidade, pelo clássico. Mas eu tinha confiança na escalação oficial. O primeiro tempo terminou 0 a 0 com bom controle de jogo nosso, mas faltou completar. Temos que assimilar essa derrota e reconhecer que tínhamos um grande rival como o Botafogo", declarou.

Por conta do primeiro jogo da Copa do Brasil, disputado na última quinta-feira (7), contra o Cruzeiro, Rueda optou por poupar alguns jogadores para fazer o elenco rodar. Durante a coletiva, o colombiano explicou melhor a decisão, questionada por alguns torcdores. O técnico ainda destacou a aplicação do rival. 

"A escalação de hoje não era para priorizar a Sul-Americana e Copa do Brasil. Mas era para colocar alguns jogadores que não vêm jogando com regularidade, mas isso se paga, né. Isso se paga. Infelizmente, não fomos eficazes no primeiro tempo. Foi jogo de dois tempos diferentes e não finalizamos no primeiro tempo quando tivemos o controle do jogo. E depois o Botafogo mostrou sua força.

É uma equipe com muita aplicação, com muita força nas bolas paradas. E saíram muito bem no contra-ataque. Ali resolveram o jogo. Temos que levantar a cabeça e fazer o trabalho para quarta-feira contra a Chapecoense", disse.

Sobre o rodízio utilizado por Rueda em decorrência de um possível cansaço no elenco, o técnico explicou que a preferência do clube é pela Sul-Americana e pela Copa do Brasil. "A ideia é ir alternando os jogadores para chegar em bom nível na Sul-Americana e na final da Copa do Brasil. Temos que saber que o próximo jogo na quarta contra a Chapecoense é difícil também. Hoje atuaram vários dos titulares para manter ritmo e outros que estavam na reserva. O resultado é devido à eficácia do Botafogo. Principalmente no segundo tempo", comentou.

O Flamengo agora volta suas atenções para o jogo contra a Chapecoense, pela Copa Sul-Americana, quarta-feira (13), às 19h15 (de Brasília), na Arena Condá. Pelo Campeonato Brasileiro, o Mais Querido volta a campo no próximo domingo (17), diante do Sport, na Ilha do Urubu.