Grêmio surpreende Cruzeiro no Mineirão e sai à frente na semi da Copa do Brasil

Jogando eficientemente, Tricolor bateu a Raposa com gols de Luan e Douglas

Grêmio surpreende Cruzeiro no Mineirão e sai à frente na semi da Copa do Brasil
Luan foi muito celebrado ao marcar o primeiro gol do jogo (Foto: LightPress)
Cruzeiro
0 2
Grêmio
Cruzeiro: Rafael; Lucas (Alisson), Bruno Rodrigo, Léo, Edimar; Denilson (Alex), Lucas Romero, Robinho, Arrascaeta; Sóbis e Ábila Técnico Mano Menezes
Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Jaílson), Ramiro, Douglas; Pedro Rocha (Éverton) e Luan (Kaio) Técnico Renato Portaluppi
Placar: 0-1, 19' 1T, Luan 0-2, 16' 2T, Douglas
ÁRBITRO: Péricles Bassols (PE), auxiliado por Kléber Lúcio Gil (SC) e Nadine Schramm (SC) Cartões Amarelos: Kannemann
INCIDENCIAS: Partida válida pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil 2016

Na noite desta quarta-feira (26), o Grêmio conquistou belo triunfo contra o Cruzeiro, no Estádio Mineirão. Com golaço de Luan e outro de Douglas, o time gaúcho venceu por 2 a 0 e consegue grande vantagem para tentar, pela primeira vez na história, eliminar a equipe mineira em mata-mata.

Antes do jogo de volta, no dia 02/11, as equipes terão de voltar as atenções para o Brasileirão, onde o Cruzeiro encara o Atlético Paranaense em Curitiba e o Grêmio vai a Florianópolis para bater de frente com o Figueirense.

Grêmio sustenta pressão inicial e Luan faz golaço

Ofensivo, o time do Cruzeiro foi a campo com o objetivo de conseguir a vitória em casa, abafando o time gaúcho. Logo aos dois minutos, a Raposa pressionou na saída de bola e quase marcou, quando Arrascaeta aproveitou bobeada de Edílson e invadiu a área, chutando mascado para defesa de Grohe.

Depois de segurar a marcação intensa por 15 minutos, o Grêmio finalmente acordou. A primeira chance do tricolor veio quando o lateral Edílson bateu forte, cruzado, tirando tinta da trave adversária.

Na sequência, a equipe gaúcha começou a trocar passes e trabalhar em um belo lance coletivo. Tocando a bola por mais de um minuto, o Tricolor fez a bola chegar até Luan, que, com extrema categoria, bateu colocado no canto direito do goleiro Rafael, abrindo o placar.

A partir daí, os gaúchos dominaram a posse de bola, jogando com maestria e marcando perfeitamente o Cruzeiro, que ainda viu Ramiro chutar forte e quase marcar, antes de ter como finalizado o primeiro tempo.

Douglas faz o segundo e sacramenta vitória tricolor

Apesar de estar em desvantagem no placar, o time mineiro começou a segunda etapa pressionando, assim como na primeira. Com cinco minutos no cronômetro, Edimar cobrou falta e passou muito perto de marcar, batendo forte no canto direito de Grohe.

Depois, a Raposa teve nova chance, quando Sóbis chegou driblando e costurando a zaga do Grêmio, e, no final, pecou na finalização, que caiu nos braços de Marcelo, novamente.

O ritmo da partida acabou sendo igual ao do primeiro tempo. Após trabalhar pressionando o tricolor, com muito volume de jogo, o time da casa começou a sofrer com os contra ataques dos gaúchos, que voltaram a dominar a partida.

Aos 16', veio o golpe fatal: em ligação rápida, Kannemann lançou Ramiro, que lançou Douglas. O camisa dez apenas esperou a bola rolar para ganhar mais tempo e finalizou no cantinho de Rafael, aumentando a vantagem.

Após sofrer o baque, o Cruzeiro tentou forçar uma pressão desordenada, a qual resultou em chance solitária de Arrascaeta, que finalizou perto da trave esquerda de Marcelo Grohe, com 31 minutos do segundo tempo.

A pressão cruzeirense não adiantou de nada, pois o Grêmio segurou-se firme, com Geromel Kannemann afastando todas as bolas que rondavam a área. Prendendo a bola, o time gaúcho aguardou apenas o apito final, que decretou uma grande vitória em Belo Horizonte.