Náutico goleia Salgueiro e assume liderança provisória do Campeonato Pernambucano

Timbu teve equipe bastante modificada, por conta do próximo confronto da Copa do Nordeste, mas conseguiu se sair bem

Náutico goleia Salgueiro e assume liderança provisória do Campeonato Pernambucano
(Foto: Divulgação / Náutico)
Náutico
4 0
Salgueiro
Náutico: Bruno; Hygor, Rafael Ribeiro, Camacho e Richard; Christiano, Cal Rodrigues (Luiz Henrique, MIN. 33) e Júnior Timbó (Jobson, MIN. 60); Clebinho (Rafael Assis, MIN. 46), Robinho e Odilávio. Técnico: Roberto Fernandes.
Salgueiro: Mondragon; André (Marcos Tamandaré, MIN. 46) (Escuro, MIN. 61), Maurício, Luís Eduardo e Izaldo; Peu, Jaildo, Fabiano Menezes (Alexon, MIN. 36), Dadá e Willian Anicete; Piauí. Técnico: Paulo Junior.
Placar: 1-0, Júnior Timbó, MIN. 45; 2-0, Rafael Ribeiro, MIN. 58; 3-0, Rafael Assis, MIN. 66; 4-0, Odilávio, MIN. 77.
ÁRBITRO: Thiago Nascimento dos Santos (PE). Cartões amarelos: Luiz Henrique (Náutico); Mondragon, André e Dadá (Salgueiro). Cartões vermelhos: Christiano (Náutico); Peu (Salgueiro).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano 2018. Foi realizada na Arena de Pernambuco, nesta terça-feira (6).

O jogo parecia complicado para o Náutico, mas o desempenho da equipe na segunda etapa do jogo facilitou a goleada e consequente vitória sobre o Salgueiro na Arena de Pernambuco, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano 2018. O triunfo por 4 a 0, teve como protagonistas Júnior Timbó, Rafael Ribeiro, Rafael Assis e Odilávio, que marcaram os gols do Timbu.

Com o resultado, o Náutico assumiu provisoriamente a liderança do estadual, com 11 pontos e agora voltará suas atenções para o jogo contra o Botafogo-PB, na próxima quinta-feira, no Almeidão, às 22h15 (horário de Brasília). O Carcará, que ficou em sexto, com seis pontos, também terá confronto pela competição regional, na mesma data do Timbu. A partida será contra o Sampaio Corrêa, no Castelão, às 20h (horário de Brasília).

Timba sai na frente

Conhecido por incomodar os times da capital, o Salgueiro começou a partida contra o Náutico tentando se aproveitar da falta de entrosamento de um time, quase que completamente, alterado pelo técnico Roberto Fernandes. Mas a primeira chance do time sertanejo demorou a acontecer. Dadá recebeu lançamento e cruzou na medida para Piauí cabecear, mas o goleiro Bruno defendeu sem problemas.

Por incrível que pareça, o jogo só começou a engrenar quando ocorreram expulsões nas duas equipes, principalmente no lado alvirrubro, que exigia de Mondagron grandes defesas. Primeiro em falta lateral cobrada por Júnior Timbó e depois em cruzamento que Robinho escorou para Odilávio bater de bicicleta e exigir elasticidade do arqueiro.

Tantas tentativas finalmente resultaram em gol quando Hygor entrou na área e foi derrubado por André Victor. Sem titubear, o juiz apontou para a marca do pênalti. Na cobrança, Júnior Timbó colocou no canto inverso de Mondragon, abrindo o placar na Arena de Pernambuco a favor do Timba. Não deu tempo de fazer mais nada na primeira etapa e o placar foi mesmo de 1 a 0 para o Náutico.

Náutico parte para cima e consegue goleada

O Timba voltou para o segundo tempo disposto a ampliar o resultado, tanto que logo aos 4', Júnior Timbó arrancou pela ponta esquerda e cruzou rasteiro. Mondragon se atrapalhou na hora de espalmar a bola e ela sobrou para Richard, dentro da pequena área, perder grande chance. A resposta do Carcará veio em chute de Dadá, que passou perto do gol defendido por Bruno.

Em uma jogada que parecia perdida, o Timbu conseguiu fazer o seu segundo gol na partida. Timbó cobrou o escanteio muito mal e a bola sobrou para Rafael Assis, que foi até a linha de fundo e cruzou para Rafael Ribeiro, sem goleiro, escorar para o fundo das redes. Foi de Assis também a assistência para o gol de Robinho praticamente decretar a vitória do time alvirrubro.

Antes do jogo acabar, ainda deu tempo do placar ser ampliado. Robinho encontrou Odilávio na área. O atacante adiantou a bola e soltou a bomba, sem chances para Mondragon. Desse momento em diante, o time da casa procurou administrar o jogo, trocando passes no meio e esperando o apito final.