Hulkenberg revela desejo de voltar à F1 e aponta qual o maior erro de sua carreira
Nico Hulkenberg em ação pela Renault, sua última equipe no grid (Foto: Reprodução/F1)

Nico Hulkenberg perdeu seu lugar na Renault ao fim da temporada passada e se viu fora da Fórmula 1 para a atual temporada de 2020. Após 10 anos na categoria, no entanto "Hulk" acredita que talvez possa ter um pouco mais de lenha para queimar. Em entrevista à CNN, o piloto que jamais subiu ao pódio na categoria afirmou que voltar à F1 ainda é seu objetivo.

O piloto alemão, que estreou na Williams em 2010 e dirigiu pela Force India e Sauber antes de sua passagem de três anos pela Renault, foi substituído na equipe francesa por Esteban Ocon, mas ele garante que não desistiu totalmente de retornar à principal categoria automobilística.

“Sou muito favorável a isso, esse ainda é meu objetivo, mas no momento é difícil dizer... Agora tudo está de cabeça para baixo de qualquer maneira”, disse em referência à pandemia do novo coronavírus. “Estou mantendo contato com algumas pessoas (de dentro da F1). É cedo. Se houver uma chance, eu agarro”, finalizou. 

Hulkenberg detém o recorde um tanto infeliz de ter o maior número de aparições na F1 (177) sem subir ao pódio. Ao ser perguntado sobre qual foi seu maior erro na categoria, ele lembrou o GP de Interlagos de 2012. Foi lá que Hulkenberg liderou suas primeiras voltas na F1, tendo começado em sexto. Mas enquanto disputava a liderança com Lewis Hamilton, ele colidiu com o piloto inglês.

“Foi no início da minha carreira e isso poderia ter colocado minha carreira em um caminho diferente, em uma trajetória diferente”, lamentou o ex-piloto de Fórmula 1.

No momento, Hulkenberg não está disputando nenhuma categoria, mas com possibilidade, ainda que pequena, de voltar à Fórmula 1 em breve.

VAVEL Logo