Brasileiros ganham posições no Mundial de 49er, 49erFX e Nacra 17
Foto: Sailing Energy

O terceiro dia de regatas do Mundial de 49er, 49erFX e Nacra 17 marcou o crescimento das duplas brasileiras da classe mista Nacra. Nesta sexta-feira (2) após três provas disputadas em  Nova Scotia, no Canadá. 

Finalistas em Tóquio 2020, Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino saltaram da 19ª para a 13ª posição. A dupla conseguiu um quarto lugar na última regata em Halifax, seu melhor resultado no campeonato e somam 93 pontos perdidos.

João Bulhões e Marina Arndt subiram uma posição e estão em 19º. Sao 34 duplas de Nacra 17 e os líderes são os italianos Ruggero Tita e Caterina Banti com 100% de aproveitamento.

Na 49erFX, as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze seguem com chances de fazer a medal race e até de pódio, apesar de o trio de líderes formado pelas velejadoras da Suécia, Holanda e Espanha abrir uma certa vantagem na ponta!

As brasileiras fecharam o dia nas posições de 7º, 14º e 15º.

Na 49er, Marco Grael e Gabriel Borges estão em 31º fechando o dia com 23º, 4º e 11º lugares, respectivamente. Foi a melhor média na dupla no campeonato mundial. O Mundial é um bom teste para os Jogos Pan-Americanos que vão acontecer no Chile, em 2023, onde os dois buscam o tricampeonato.

Já Dante Bianchi e Thomas Lowbeer caíram para o 62º posto. Quem lidera a 49er são os holandeses Bart Lambriex e Floris van de Werken.

A equipe brasileira tem o apoio da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), que é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

 

VAVEL Logo