Falha elétrica estraga corrida de Leclerc e abre caminho à Mercedes no GP do Bahrain
Leclerc chegou a estar sete segundos à frente das duas Mercedes (Foto: F!)

Falha elétrica estraga corrida de Leclerc e abre caminho à Mercedes no GP do Bahrain

Monegasco liderava a corrida de forma perfeita, mas viu Hamilton e Bottas passarem sem pode fazer nada

leo_silva997
Leonardo José

Não faltou reviravoltas no GP do Bahrain. Após todo o final de semana de pleno domínio das duas Ferraris, esperava-se uma dobradinha da escuderia italiana na Ásia. Mas não foi isso que aconteceu. Com o giro de Sebastian Vettel na segunda parte da corrida e com a falha elétrica no carro do até então soberano Charles Leclerc, a dobradinha para a Mercedes foi inevitável. Assim, Lewis Hamilton venceu e Valteri Bottas ficou uma posição abaixo do inglês no pódio.

Cercado de expectativa por ter feito a primeira pole position de sua carreira, o polonês Leclerc foi ultrapassado pelo companheiro Vettel logo na largada e ainda caiu para a terceira colocação, quando Bottas fez a ultrapassagem. O monegasco, no entanto, conseguiu se recuperar do susto rapidamente e deu o troco no finlandês, mantendo a dobradinha da Ferrari nas duas primeiras colocações.

A corrida empolgante finalizou de forma trágica, com safety car na pista por causa de problemas com Hulkenberg na penúltima volta. O carro de segurança seguiu no asfalto até a última volta e só entrou nos boxes para a bandeirada ser dada a Hamilton.

"Decepcionante para o Charles Leclerc"

Assim que ultrapassou a linha de chegada, o rádio do inglês foi acionado e Hamilton reconheceu:  "Decepcionante para o Charles Leclerc, ele fez uma grande corrida", disse o britânico. A fala de Hamilton foi porque as primeiras colocações foram definidas por falha mecânica no carro do rival. Faltando cerca de 10 voltas para o fim da corrida, Charles Leclerc contou à Ferrari que seu carro estava estranho. A recuperação de energia do carro da Ferrari falhou e o piloto de 21 anos não pode fazer nada para impedir a perda 150c de potência.

Quando Leclerc foi comunicado pela equipe que havia um problema irreparável no sistema elétrico, lamentou profundamente: "Ai, meu deus. Eu vou tentar", disse ao ser pedido para guiar bem o carro até o final mesmo com a ineficiência. A Ferrari pediu calma ao jovem de 21 anos, que apenas respondeu um "vou tentar" desanimado.

O clima na escuderia italiana foi de total frustração. Leclerc tinha tudo para fazer uma corrida perfeita, e vinha fazendo até certo ponto. Recuperou o primeiro lugar na sexta volta em cima do parceiro Vettel. Ficou nela até a 47ª volta, quando seu carro falhou. O domingo foi péssimo para a Ferrari. Sebastian Vettel também ficou longe do pódio, em 5º, após ser ultrapassado por Hamilton e rodar na pista.

Sebastian Vettel e Lewis Hamilton travaram o duelo mais empolgante da corrida. Se na 23ª volta o piloto da Ferrari não precisou se esforçar para deixar o britânico para trás, na 37ª quem levou a melhor foi Hamilton. Vettel se manteve contra Hamilton, que continuou atacando e mais rápido até que foi ultrapassado. Piorando  situação, o piloto da Ferrari ainda rodou e caiu na classificação, chegando a ser o 8º após o incidente, que também o obrigou a trocar a asa de seu carro.

No mais, Hulkenberg e Ricciardo, ambos da Renault, tiveram problemas mecânicos faltando duas rodadas para o fim, o que obrigou a entrada do safety car até a bandeirada final dada a Hamilton.

 

VAVEL Logo