Verstappen atropela os rivais no GP da Holanda e fica com a mão no título
Divulgação / Red Bull Racing

O Max Verstappen segue empilhando vitórias na Formula 1. Dessa vez em sua casa, no GP dos Países Baixos, o neerlândes dominou os adversários e conquistou a sua nona vitória nesta temporada. Ele comandou a corrida do início ao fim, só perdendo a liderança após as paradas e no final com pneus mais rápidos ultrapassou o Lewis Hamilton para garantir o triunfo. 

Por falar no piloto inglês, ele teve um dia para esquecer. Por causa de não ter trocado no Safety Car, ele despencou da vice-liderança e só terminou em quarto. Enquanto isso o seu companheiro de equipe George Russel chegou em segundo e Leclerc finalizou o pódio. 

  • Verstappen segura a pressão do Leclerc

Na largada, Leclerc até tentou pressionar o Verstappen, mas o piloto da Red Bull teve mais tempo de reação e segurou a ponta. No resto, entre os líderes, nenhuma alteração significativa. Na pelotão de trás, Magnussen escapou na curva 2 e bateu de leve na barreira, danificando o seu carro. Outro que teve uma péssima largada foi o George Russel que despencou várias posições, caindo para sexto.

A partir da volta 15 os ponteiros começaram a parar e como virou rotina em todos os GPs, a Ferrari mais uma vez erra nos boxes. Na parada de Carlos Sainz a equipe esqueceu os pneus e perdeu muito tempo, com isso Pérez também parou e o ultrapassou no Pit Lane. Logo em seguida vez foi a vez dos líderes, primeiramente com o Leclerc, que tentava pegar a posição.

No entanto, na volta seguinte o Max reagiu a parada e mesmo assim voltou na ponta. Entretanto as Mercedes não preferiram realizar sua troca junto com as Red Bulls, por isso o Lewis Hamilton assumiu a primeira posição, tentando a estratégia de uma parada. 

  • Mercedes voam 

Por volta da 30 finalmente as Flechas de Prata pararam, começando com o Lewis Hamilton que já estava vendo no retrovisor o Max se aproximando, ele retornou em quarto. Duas volta depois, Russel também se dirigiu e como o seu companheiro, ele colocou pneus duros.

Com os compostos mais novos, o heptacampeão mundial se tornava mais rápido que as Reds Bull e o primeiro na mira foi o Sérgio Pérez. Na disputa mais linda da prova, o Hamilton foi pra cima no primeiro momento, mas o mexicano fechou. Porém na volta seguinte, não teve jeito, o inglês abriu o DRS e passou na reta. George Russel também aproveitou e tomou a posição do Checo.

  • Com o apoio da massa laranja, Max sobra e pega a taça

Na volta 47 , Yuki Tsunoda estacionou a sua Alpha Tauri na grama, no primeiro momento ele saiu, mas logo após ele voltar dos boxes ele parou definitivamente, acionando o Safety Car Virtual. Alguns pilotos aproveitaram para efetivar a seu segundo PIT. Começando com o vice líder Hamilton e logo depois o Vespa, mas nada foi mudado na liderança.

Por volta da 56, mais um acidente , dessa vez foi com o Valteri Bottas que teve um problema na reta e abandonou por ali mesmo, implantando dessa vez o carro de segurança real. Os comissários deram sinal para a passagem dos pilotos nos boxes e houve muita confusão. Primeiramente com a mal saída de Sainz que fez a troca e quase bateu no Alonso.

Na bandeira verde não teve para ninguém, com os compostos mais novos Verstappen ultrapassou o Hamilton logo na relargada e disparou na ponta. Como não foi chamado para os boxes, Lewis ficou em desvantagem em relação ao seus adversários, pois todos estavam com super macios, diante disso ele foi escalado e caiu para quarto. Lá na frente tudo tranquilo para o Max , ele só administrou a vantagem, viu a bandeira quadriculada e cruzou a linha de chegada em primeiro para a festa da torcida, Russel e Leclerc completaram o pódio.

  • Próxima etapa

Agora os pilotos continuam na Europa e daqui a uma semana será realizada o GP da Itália, no clássico Autódromo de Monza. A corrida acontecerá no próximo domingo (11), às 10h. 

VAVEL Logo