Wawrinka suporta pressão de Monfils e torcida para avançar em Roland Garros
Foto: Roland Garros / Divulgação

A quadra Philippe Chatrier recebeu nesta segunda (05) a partida de oitavas de final restante na chave principal de simples masculina. O suíço e campeão de 2015, Stan Wawrinka, enfrentou o último francês vivo nesta chave do torneio, Gael Monfils. Jogo aguardado pelo que poderia apresentar Monfils e Stan, correspondeu às espectativas até o fim do 2º set, onde o suíço mostrou porque é campeão de 3 Majors na carreira, e liquidou a fatura em sets diretos com mais facilidade no último set.

O 1º set viu o forte equiílibrio entre os jogadores, até a quebra conseguida por Monfils no 5º game. Confirmando seu saque logo depois, a vantagem de 4/2 para o francês parecia muito boa, mesmo com Wawrinka confirmando com alguma facilidade no 7º game e ficando com apenas 1 quebra abaixo. Eis que um game ruim de Gael, e a vantagem vai embora, junto com seu game de serviço, e novamente eles ficam empatados e jogo volta com certo equlibrio. Passam os games até 12º a ser jogado no saque de Monfils, que novamente enfrenta Break Point, porém com chance de Set Point para Wawrinka em caso de erro. Uma dupla falta selou o destino do set para o suíço, marcando 7/5.

Apesar da forma como terminou o set inicial, o 2º viu uma quebra logo de cara de Monfils sobre Stan, porém um game péssimo de sauqe do francês, que levou a quebra de volta de 0. A partir daí, ambos os jogadores confirmaram seus serviços até empatarem em 6/6 e um Tie Break a ser jogado. Durante o set, Gael teve mais 3 chances de quebra, enquanto Stan 2, porém nenhuma delas aproveitadas. No tie break, Stan venceu apenas por 9-7, e o número de erros não forçados mostra o quanto o suíço arriscava mais para fazer os pontos, cometendo 18 erros, contra apenas 10 do francês.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Com 2 sets iniciais duros, bem disputados e decididos a favor do suíço, Monfils pareceu sentir o momento, sendo quebrado 2 vezes no set, e viu seu 2º serviço virar quase poeira nas devoluções de Stan e nos pontos com trocas mais longas, vencendo apenas 1 ponto dos 8 jogados com este serviço. Algo que ajudou também foi o número de erros não forçados de Stan diminuir bastante, para apenas 6 no set todo, mesmo continuando com toda a agressividade já conhecida de seu jogo. O placar de 6/2 veio com um winner de forehand cruzado e pesado do suíço, e assim fechando a partida.

Wawrinka terá pela frente um duro confronto com o croata Marin Cilic, que passou pelo sulafricano Kevin Anderson sem precisar jogar todos os sets, já que no 2º, Anderson abandonou após sentir lesão.

VAVEL Logo