Osaka escapa de derrota contra Hsieh e avança às oitavas no Australian Open
Foto: Luka Hemer/Tennis Australia

Osaka escapa de derrota contra Hsieh e avança às oitavas no Australian Open

Japonesa conseguiu virar segundo set complicado e garantir vitória de forma confortável na parcial decisiva

henrique
Gabriel Matos

A atual campeã do US Open, a #4 Naomi Osaka, precisou recuperar sua melhor forma para superar a inventiva #28 Su-Wei Hsieh, de Taipei, para chegar à segunda semana do primeiro major da temporada de 2019. A japonesa venceu o jogo com parciais de 5/7, 6/4 e 6/1 realizado em 1h57 na Margaret Court Arena, pela primeira partida da sessão diurna do dia seis do Australian Open, na madrugada deste sábado (19).

A japonesa, com o resultado, segue na disputa pelo número um do mundo após o término do torneio, ocupando atualmente a terceira colocação no live ranking, tendo que realizar resultados melhores que Stephens e Halep para conquistar o topo do ranking, além de disputá-lo juntamente com Kvitova, Kerber, Svitolina e Pliskova. A vitória contra Hsieh consolidou a 40° vitória de Osaka contra uma top 50 no circuito, tendo retrospecto ainda negativo, com 50 derrotas. Em 2019, foram três partidas e uma única derrota, contra Lesia Tsurenko.

Osaka saiu das mais complicadas situações contra a chinesa, que liderava por um set e 4/1, tendo uma quebra de vantagem. A partir daí, a top 10 foi capaz de vencer sete games consecutivos, abrindo uma vantagem de 2/0 no set final. Com o cansaço, Hsieh não foi mais capaz de manter um alto nível de tênis que aplicou nos dois sets iniciais, cometendo inúmeros erros e fornecendo mais duas quebras para a campeã do US Open 2018, que fechou a partida em 6/1.

Ao todo, foram 41 winners e 42 erros não-forçados de Osaka, contra 28 bolas vencedoras e 31 erros da chinesa, além de seis duplas faltas e nenhum ace contra oito aces e uma única dupla falta da jovem japonesa, que somente no terceiro set conseguiu um saldo positivo entre winners e erros não forçados, tendo passado os dois sets iniciais cometendo um número alto de erros.

Em entrevista após a partida, a japonesa afirmou que a principal responsável por conseguir voltar de uma situação tão complicada foi o seu amor pelos Grand Slams: "Qualquer coisa que eu puder fazer para ficar mais pouco, eu farei".

Quando perguntada a origem de sua forma fantástica, já que ela havia atingido a semifinal em quatro de seus cinco últimos torneios, Osaka forneceu uma resposta bem direta: "Eu não sei". Por fim, ela disse que não pensava tanto na pressão por ter vencido o US Open e que sua paixão pelo tênis era a principal motivação para seguir lutando nas partidas.

Nas oitavas de final, seu melhor resultado de sempre no Australian Open, a japonesa de 21 anos enfrentará a letã #13 Anastasija Sevastova, que passou em sets diretos pela chinesa #21 Wang Qiang. No H2H, cada uma das tenistas possui duas vitórias.

VAVEL Logo