Após vencer Sesi Bauru pela Superliga, Minas já mira Copa Brasil: "Agora é virar a chave"
Foto: Orlando Bento/ MTC

Após vencer Sesi Bauru pela Superliga, Minas já mira Copa Brasil: "Agora é virar a chave"

Equipe mineira, vice-campeã mundial, chega a semifinal da Copa Brasil, embalada por vitória de 3 a 0 sobre o Sesi Bauru

matheusalcantara
Matheus Alcântara

O Minas venceu o Sesi Bauru nesta quarta-feira (29), mas já está de olho na semifinal da Copa Brasil que será disputada na próxima sexta-feira (1°) em Gramado (RS), onde enfrentará o Osasco, atual 5º colocado da Superliga.

A capitã do time mineiro, Carol Gattaz, diz que agora é focar na Copa Brasil e espera um jogo duro contra as adversárias paulistas: "Agora é virar chave! O Osasco é uma grande equipe, e a gente sabe que nós vamos ter muito trabalho, e nós queremos tentar chegar a essa final".

A levantadora Macris, premiada com o troféu Vivavôlei, também destaca a qualidade do adversário da semifinal: "Temos um adversário fortíssimo pela frente, Osasco, então a gente que manter todo o foco".

Caso o Minas passe pelo Osasco, e o Sesi Bauru vença o Praia, pode ocorrer uma reedição dessa rodada na Superliga, mas Gattaz não arrisca dizer quem chega na final.

"Eles vão pegar o Praia, que é uma grande equipe, vai ser um jogo duro. Vamos ver, vamos esperar! Que a gente faça um ótimo jogo na sexta também", declarou.

Sesi Bauru também de olho na Copa Brasil!

O Sesi também está se preparando para a Copa Brasil. A ponteira Arlene, ícone da história do vôlei brasileiro, destaca a preparação do time: "A gente está se preparando com muita intensidade, sabemos que vamos ter muita dificuldades, mas sabemos também que se a gente jogar dentro do nosso padrão, conseguimos enfrentar todos os adversários de igual pra igual".

O Sesi Bauru encara o Praia Clube, atual líder da Superliga, e a ponteira paulista espera um jogo duro.

"Sabemos que as quatros equipes classificadas, são equipes muito merecedoras. E a gente sabe que jogar contra o Praia Clube não é fácil. Então vamos tentar fazer o nosso melhor e, se soubermos aproveitar o momento, podemos chegar na final, que vai ser inédito pra gente", frisou.

Sobre uma possível final entre Minas e Sesi, a atleta diz que agora é momento é de trabalhar para buscar o título: "Agora é trabalhar e ver o que Deus guarda pra gente", disse.

VAVEL Logo