1-0, MIN.14, LILAJ; 2-0, MIN.17, LILAJ; 3-0, MIN.55, NIMAGA
Sporting humilhado pelo Skenderbeu e Liga Europa quase no Beleléu

Sporting humilhado pelo Skenderbeu e Liga Europa quase no Beleléu

O Sporting deixou o fato europeu no armário e rodou o onze titular na deslocação à Albânia. O resultado dificilmente poderia ter sido mais humilhante: três golos do modestíssimo Skenderbeu sem qualquer resposta leonina deixaram comprometido o apuramento para os dezasseis-avos-de-final da Liga Europa.

vavel
VAVEL

O slogan conclusivo que resume o Skenderbeu 3-0 Sporting de ontem é fácil de escolher: facilitou, perdeu - o Sporting abordou o quarto jogo da fase de grupos da UEFA Liga Europa sem o fato (nem a atitude) internacional e de Albânia saiu sem glória nem integridade. Às mãos de um esforçado Skenderbeu, o Leão foi humilhado com três golos sem resposta, naquela que foi a primeira vitória do clube albanês nas competições europeias.

Com o fato europeu no armário, Sporting fez figura triste

Jorge Jesus resolveu deixar jogadores preponderantes como William Carvalho, Bryan Ruiz, Teo Gutiérrez e Alberto Aquilani em Lisboa, e, no Elbasan Arena, constituiu um onze consentâneo com alinhamentos já apresentados nas outras três partidas da fase de grupos. A grande novidade foi a titularidade do japonês Junya Tanaka, que teve a sua primeira titularidade em 2015/2016...oportunidade essa que viria a ser indirectamente boicotada...

...após a expulsão directa do guarda-redes Rui Patrício, ao minuto 16. O avançado japonês foi preterido para a entrada de Marcelo Boeck, tudo isto porque, após um passe errático de Jonathan Silva, o «keeper» luso viu-se obrigado a derrubar Lafiti, que segui para a baliza deserta. Se o Sporting já perdia por 1-0, fruto de uma boa jogada de insistência de Esquerdinha e Lilaj, pior viria a ficar no jogo, com o penalty certeiro de Lilaj, aos 19 minutos.

Boeck pôs a cereja no topo da humilhação

Sem ânimo nem atitude, o desgarrado Sporting assistia impávido ao domínio inédito do Skenderbeu. A formação albanesa, que em Alvalade tinha sido trucidada por 5-1 (e nesse jogo marcara o primeiro golo nas provas europeias), remetia o Sporting ao seu canto e viria, com estrondo, a castigar o Leão mais um vez. Boeck, em total desacerto, colocou a bola nos pés de Nimaga - este, com tranquilidade, efectuou um chapéu de longa distância e acentuou a vergonha leonina.

Com o resultado em 3-0 aos 55 minutos, o Sporting afundou-se numa incaracterística nulidade e arrastou-se em campo perante a alegria inaudita da equipa albanesa, actual campeã nacional. O apito final impediu maior tortura sportinguista e confirmou a histórica vitória do Skenderbeu, que agora soma 3 pontos, apenas menos um que o Sporting, que com esta derrota pode ter comprometido gravemente a passagem aos dezasseis-avos-de-final da UEFA Liga Europa.

É caso para dizer que, após o embaraço imposto pelo Skenderbeu, o Sporitng pode ter visto a Liga Europa ido mesmo...para o Beleléu.

VAVEL Logo