Com gol de Kampl, Leverkusen bate Tottenham fora de casa e respira no Grupo E

Alemães estavam em terceiro, mas agora pularam para segunda e estão a dois pontos do terceiro Spurs

Com gol de Kampl, Leverkusen bate Tottenham fora de casa e respira no Grupo E
Foto: Clive Rose / Getty Images
Tottenham Hostspur
0 1
Bayer Leverkusen
Tottenham Hostspur: Lloris; Walker, Dier, Vertonghen, Davies; Wanyama, Dembele (Janssen 30'); Sissoko, Eriksen (Winks 66'), Dele; Son (Nkoudou 73').
Bayer Leverkusen: Leno; Henrichs, Tah, Toprak, Wendell; Brandt (Çalhanoglu 70'), Aránguiz (Havertz 86'), Baumgartlinger, Kampl (Volland 85'); Chicarito, Mehmedi.
Placar: 0-1, min. 65, Kampl.
ÁRBITRO: Jonas Eriksson.
INCIDENCIAS: partida válida pela quarta rodada do grupo e da uefa champions league 2016/2017, realizado no wembley, em londres, inglaterra.

Em um grupo bastante equilibrado, Tottenham e Bayer Leverkusen jogaram pela manutenção em uma boa posição para as duas disputas do Grupo E, que não estão defenidas. Ambos se encontraram pela quarta rodada da Uefa Champions League 2016/17, na tarde desta quarta-feira (2), no Wembley, em Londres. Os visitantes, porém, levaram a melhor na situação. Com gol de Kampl na segunda etapa, os alemães venceram por 1 a 0 e saíram da Inglaterra com importantes três pontos.

A vitória leva o Leverkusen para a segunda posição, agora com seis pontos ganhos, dois a menos que o líder Monaco e dois a mais que o terceiro Tottenham. A chave, porém, continua em aberto, podendo até o CSKA passar no grupo. 

A data Fifa chegará na próxima semana, mas até lá, ambos irão se concentrar em seus compromissos locais, mais precisamente no próximo final de semana. Pela competição europeia, voltam a campo no próximo dia 22, quando o Tottenham viaja para enfrentar o Monaco e o Leverkusen visita o CSKA.

Primeiro tempo tático não vê gols

O jogo começou um pouco lento, mais estudado e tático do que com alguma intensidade que os times alemães e ingleses têm. Sem grandes oportunidades, o jogo se mostrou bem físico nos primeiros movimentos da fase inicial, tendo pelo menos duas entradas fortes, sendo uma delas para amarelo que acabou não sendo mostrado. Lloris, por sua vez, teve também que tirar algumas bolas quando necessário, mas nada que o assustasse de maneira gritante. 

Leno, do outro lado do campo, também passou por situações parecidas como a do colega de posição francês, tendo que afastar um cruzamento de Sissoko aos 22 minutos, que acabou sendo completado pela zaga. Eventualmente, o Leverkusen teve o contra-ataque à disposição, principalmente quando o Tottenham tinha alguns escanteios a seu favor, como aos 29 minutos. Escanteio cobrado e a zaga tirou, encarregando de um contragolpe, que acabou sendo afastado por Dembélé.

O arqueiro do time alemão teve sua primeira participação ativa no jogo aos 33 minutos, quando Eriksen apareceu sozinho pelo meio, continuou levando a bola visto o espaço que tinha e decidiu arriscar um chute de fora, obrigando o a defesa de Leno. Chicharito apareceu após os 40 minutos com uma bola que seu time ganhou no alto. O mexicano aproveitou e tentou arrematar, mas Vertonghen apareceu no caminho para desviar o esforço do atacante do Bayer. O Tottenham quase chegou ao primeiro gol nos acréscimos da etapa inicial, quando Janssen teve seu chute defendido pelo goleiro, porém Alli não conseguiu completar. 

Gol de Kampl dá a vitória ao Bayer

O Tottenham começou mais em cima na segunda fase, e isso foi provado aos três minutos, quando Alli foi derrubado na área, mas não foi dado pênalti. Na sobra, Eriksen arremata, mas a bola passa à esquerda do gol. Aos 10 minutos, o mesmo dinamarquês tentou o chute também de longe, como havia tentado no primeiro tempo, mas Leno, novamente, fez a defesa. 

Aos 14 minutos, Walker apareceu pela direita, carregou a bola com liberdade e velocidade e arriscou o chute, mas a bola saiu caprichosamente pela direita do goleiro. No minuto seguinte, o Leverkusen chegou com Chicharito, que recebeu na área e arrematou duas vezes, mas o primeiro foi desviado e o segundo defendido por Lloris. 

Próximo dos 20 minutos, Kampl aproveitou chute desviado pelo caminho e, sozinho na entrada da pequena área, teve a frieza de dominar, e mandar no contrapé de Lloris, abrindo o placar para os visitantes. Conforme o tempo foi passado, a naturalidade do Tottenham de passar a dominar o jogo não aconteceu nessa situação. Ao menos não de cara. Aos 35 minutos, Dier conseguiu colocar a bola no travessão em cobrança de falta, sendo essa a melhor chance depois do gol do Bayer.