Sampaoli diz ser impossível evitar 'Messidependência'
Sampaoli e Messi conversam durante treino da Albiceleste (Foto: Alejandro Pagni/AFP)

Como impedir a quase óbvia dependência de um dos melhores jogadores do mundo em sua equipe? Esse foi um dos temas abordados na coletiva de imprensa de Jorge Sampaoli nessa segunda-feira (4). Concentrado para o duelo decisivo desta terça-feira (5) diante da Venezuela, em partida válida 16ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo de 2018, o treinador comentou sobre a famosa "Messidependência" da Seleção Argentina.

"É muito complicado tirar a essa dependência em qualquer lugar que Léo esteja presente. Porque você tem a noção que tem o melhor jogador do mundo a disposição, e que vai sempre tratar de buscá-lo em campo. Nós também estamos na obrigação de que ele designe mais valores para o resto da equipe, porque pode ser que define uma jogada com uma possibilidade de um gol para o companheiro ou com uma jogada individual", afirmou Sampaoli.

+ Apresentado no Barcelona, Dembélé exalta parceria com Messi: "É uma honra"

Sem Messi nessas Eliminatórias, a Argentina venceu uma de oito partidas; com ele em campo, ganhou cinco de seis jogos

"A ideia principal é encontrar o melhor lugar em campo em que ele possa desenvolver essa capacidade. Achar as possibilidades para que as coisas comecem a acontecer", ressaltou o técnico.

Suspenso para a partida diante do Uruguai, Éver Banega retorna à equipe titular contra a Venezuela. Mesmo com um desempenho apagado na temporada passada, Sampaoli aposta no meio-campista para ser um dos "assistentes" de Messi no setor de criação.

"Um jogador como Banega te dá a possibilidade para que Messi chegue mais vezes a meta adversária. Estamos tratando desta opção porque queremos que todo o setor ofensivo receba as oportunidades criadas por Banega. Queremos mais profundidade, para gerar inúmeras oportunidades de gols. Certamente que Banega pode potencializar o desempenho de Messi", ressaltou o comandante.

+ Na estreia de Paulinho, Messi marca duas vezes e Barcelona vence Alavés fora de casa

Na quinta colocação com 23 pontos, se a competição terminasse hoje, os argentinos iriam para a repescagem, o que torna o duelo diante dos venezuelanos ainda mais importante. "Contra a Venezuela só nos importa a vitória, assim como foi contra o Uruguai. Não há outra alternativa. Com vimos os resultados das outras partidas das Eliminatórias, tudo está muito indefinido", concluiu.

Argentina e Venezuela se enfrentam na noite desta terça-feira, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. A bola rola a partir das 20h30.

VAVEL Logo