Show da dupla Ibra-Robinho e quase remontada: dois grandes jogos entre Milan e Arsenal
Ibrahimovic marcou um gol e deu duas assistências para Robinho (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)

Show da dupla Ibra-Robinho e quase remontada: dois grandes jogos entre Milan e Arsenal

Italianos e ingleses protagonizaram partidas de tirar o fôlego em 2012, pela Champions League

charley-moreira
Charley Moreira

Há seis anos, o Milan teve uma atuação cirúrgica e goleou o Arsenal por 4 a 0, no San Siro, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Uefa Champions League. Nesta quinta-feira (8), às 15h, italianos e ingleses voltam a se enfrentar, desta vez pelas oitavas da Uefa Europa League.

+ Em ótima fase, Milan recebe Arsenal pelo primeiro jogo das oitavas da Europa League

Com grande plantel, a equipe milanista, à época comandada por Massimiliano Allegri – hoje treinador da Juventus –, envolveu o Arsenal num jogo bonito e rápido. O ataque rossonero era formado por Zlatan Ibrahimovic e Robinho, com Kevin-Prince Boateng executando o papel de trequartista (meia-armador).

O time da casa criou grande volume de jogo no início do embate e abriu o placar aos 14 minutos. Boateang recebeu lançamento de Antonio Nocerino, dominou no peito e fuzilou. A bola bateu no travessão e entrou.

Robinho deu um show na partida. O brasileiro, que vestia a camisa 70, marcou dois gols no confronto. O primeiro deles saiu após Ibrahimovic arrancar pela ponta esquerda, entrar na área e cruzar na cabeça do 'pedalada', que testou no cantinho do goleiro Wojciech Szczęsny.

O segundo tento de Robinho também teve assistência de Ibrah. O sueco tocou, Thomas Vermaelen escorregou, e Robinho bateu no canto direito do goleiro. O Arsenal quase descontou com Robin van Persie, que finalizou forte, da entrada da área, mas Christian Abbiati operou grande defesa.

Porém, quem marcaria mais uma vez e fecharia a noite com uma goleada seria o Milan. Ibrahimovic foi derrubado pelo zagueiro Johan Djourou dentro da área. Pênalti. O atacante grandalhão foi para a bola e não desperdiçou, cobrando no canto direito da meta.

Classificação garantida? Nada disso. Arsène Wenger colocou seu time para cima do Milan no Emirates Stadium, valendo pelo segundo jogo, de modo a sufocar os rossoneri no primeiro tempo. A aposta do técnico francês deu certo, e os londrinos anotaram três gols durante os 45 minutos.

Alex Oxlade-Chamberlain cobrou escanteio, e Laurent Koscielny subiu sozinho para marcar o primeiro. Theo Walcott avançou pelo lado direito do ataque, cruzou rasteiro para a área, Thiago Silva afastou mal, e Tomás Rosický arrematou no cantinho. Chamberlain na área em velocidade e foi derrubado por Djamel Mesbah. Van Persie bateu a penalidade e converteu. Gols nos minutos sete, 26 e 43, respectivamente.

O time gunner voltou do intervalo com confiança lá em cima para marcar mais um tento e forçar a prorrogação. O Milan, no entanto, se segurou como pôde e evitou o pior. Classificado, o Milan pegou o Barcelona nas quartas de final. Empate sem gols na primeira partida, no San Siro, e vitória blaugrana por 3 a 1 no Camp Nou, no confronto de volta.

Remanescentes

Dos jogadores que entraram em campo naqueles dois jogos, o lateral-direito Ignazio Abate (Milan) e o zagueiro Koscielny (Arsenal) são os únicos remanescentes no plantel de ambos os times. O defensor francês, inclusive, é o capitão da equipe londrina. Vale destacar que, com a chegada dos chinês à direção do Milan, o ex-goleiro Abbiati virou dirigente esportivo do Milan.

Koscielny marcou o primeiro gol do Arsenal na partida de volta, em Londres (Foto: Adrian Dennis/AFP)
Há seis anos, Koscielny marcava o primeiro gol do Arsenal na partida de volta (Foto: Adrian Dennis/AFP)
VAVEL Logo