Já classificados, Uruguai e Rússia duelam em busca da liderança do Grupo A

Já classificados, Uruguai e Rússia duelam em busca da liderança do Grupo A

Anfitriã da Copa do mundo e seleção celeste jogam para definir quem fica no topo do grupo A

andre-andrade
André Andrade

Depois da tempestade vem a bonança. Uruguai e Rússia, já classificados, disputam, nesta segunda-feira (25), o primeiro lugar no grupo A na Copa do Mundo 2018. A partida será realizada na Arena Samara, válido pela terceira, e última, rodada da fase de grupos, às 11h.

Ambos acumulam seis pontos, contra nenhum de Egito e Arábia Saudita. Para o duelo, os técnicos tem dúvidas para as escalações. A grande "dor de cabeça" dos dois, é no meio-campo, o sistema de maior importância de duas seleções, que tem características de jogar até a exaustão.

Para seguir 100% no Mundial 

Para a anfitriã, o clima é de total descontração, ao contrário do início do mundial, onde se veiculava uma certa desconfiança na seleção do técnico Stanislav Cherchesov. O meio-campo Zobnin tratou de falar, após o último treinamento antes do jogo, sobre esse ambiente saudável na concentração russa, e garante estar pronto, indedependente do adversário que irão enfrentar.

"O clima é bom. Tudo está indo conforme o planejado. Há muitas surpresas na Copa do Mundo. Qualquer time pode ganhar. Nós não temos medo de ninguém. Vamos jogar o nosso futebol, temos um plano de jogo. Vamos nos ater a isso e esperamos alcançar um resultado positivo. No momento estamos nos preparando para o jogo contra o Uruguai. O tempo dirá quem vamos enfrentar nas oitavas. Nós não vamos especular. O que tiver que ser, será", afirmou o jogador.

Celeste vencendo e devendo futebol

Do lado sul-americando dessa partida, os uruguaios sabem que ainda estão devendo no torneio. Mesmo classificado para a próxima fase do mundial, os próprios jogadores falam em jogar bem para "melhorar a imagem" que foi deixada, até o momento. O lateral-direito, e experiente, Maxi Pereira, que tem ficado no banco de reservas para o lateral Varela, falou sobre o futebol apresentado até agora e da expectativa para o duelo, com a esperança da volta do "verdadeiro espírito uruguaio".

"Não estamos acostumados a começar uma Copa assim, estando classificados depois das duas primeiras partidas. Precisamos de alguma seleção para nos dar uma sacudida e tirar isso que a seleção uruguaia tem lá dentro. Contra a Rússia, teremos uma partida muito intensa porque são muito físicos e gostamos disso. Daí para frente, creio que será positivo porque nas oitavas é quando realmente começa o Mundial para gente", explicou o atleta.

VAVEL Logo
CHAT