Sem holofotes, empresário carioca conta como atua no futebol de El Salvador

Nesta terça-feira (11), a Seleção Brasileira enfrenta os salvadorenhos em amistoso, país cujo um brasileiro possui extenso conhecimento no esporte

Sem holofotes, empresário carioca conta como atua no futebol de El Salvador
Daniel (à direita) durante um jogo de El Salvador nas Eliminatórias para a Copa 2014. Foto: Arquivo Pessoal

O culto a jogadores, treinadores e até mesmo dirigentes no universo do futebol muitas das vezes faz esquecer de figuras que têm participação central na rotina do esporte. O carioca de 38 anos, Daniel Fabião, nascido na Praça XV e criado no bairro da Tijuca, é um dos principais agentes do futebol de El Salvador e já acumula inúmeras transferências com atletas do país. O agente conta como surgiu a oportunidade de negócios no futebol salvadorenho.

“Cheguei ao mercado de El Salvador em 2011 e foi na força de vontade. Lembro que eu tinha pouca experiência no futebol, e na época fiz contato via rede social com um atleta brasileiro que atuava por lá. Ele me orientou a pegar um avião e quando chegasse ele me apresentaria a um agente e alguns dirigentes. Assim aconteceu e comecei a minha história com o país”, explicou o agente brasileiro.

Atualmente, o brasileiro trabalha com dois atletas da seleção local, são eles: o goleiro Henry Hernández e o lateral Bryan Tamacas, além do atacante Rodolfo Zelaya, um dos principais destaques do país, que não foi convocado e gerou uma contestação grande por parte da torcida sobre o treinador, o mexicano Carlos de los Cobos. Daniel comentou o atual momento da seleção e sua expectativa para o confronto com o Brasil.

“A seleção passa por uma reformulação em alguns setores da equipe e vem com um time mesclado de juventude e experiência. Por lá, o povo exalta bastante o futebol brasileiro e será um jogo com uma importância ainda maior para os atletas, pois sabem que trata-se de uma grande oportunidade de serem visto em outros mercados. Vejo o Brasil com amplo favoritismo e El Salvador com uma vontade muito grande de fazer história”, explicou Daniel Fabião.

Após vencer os Estados Unidos, na primeira partida disputada após a eliminação na Copa do Mundo da Rússia, a Seleção Brasileira tem novo compromisso, diante de El Salvador. Novamente, o duelo será realizado em território norte-americano, desta vez no FedEx Field, em Maryland, nesta terça-feira (11).