Líder nas eliminatórias e vice-campeão da Euro 2016: a boa campanha da França até a Rússia

A França vai jogar sua terceira final de Copa do Mundo, nesse domingo (15), às 12h (horário de Brasília), contra a Croácia. Mas para chegar até essa decisão os franceses precisaram passar por bons desafios.

Em 2016, a França sediou os jogos da Eurocopa e tinha muita expectativa para ganhar a competição em sua casa, mas Griezmann e companhia pararam em Portugal, na final, e viram a chance de título escapar pelos dedos.

Nas eliminatórias, os franceses puderam dar a volta por cima e mostraram boas atuações e garantiram vaga na Copa do Mundo da Rússia. Em um grupo considerado difícil, a França se classificou em primeiro ­­­– e com sobras.

Boa campanha em casa, mas sem o título da Euro

A França tinha um objetivo em mente: conquistar a Eurocopa na sua casa. E começaram muito bem seus planos. Estreou com vitória sobre a Romênia, venceu a Albânia e empatou com a Suíça, encerrando a primeira fase com 7 pontos e na liderança.

Nas fases finais o favoritismo fez crescer ainda mais o futebol francês. Nas oitavas tomaram um susto com a Irlanda, mas Griezmann deu a vitória para os franceses. Passaram pela sensação do campeonato, a Islândia, com uma sonora goleada de 5 a 2 e venceram muito bem a Alemanha por 2 a 0, na semifinal, com mais um show de Griezmann.

Na final encontraram Portugal, que chegou desacreditada após passar pela primeira fase com 3 empates, mas com Cristiano Ronaldo mostrando um bom futebol. O jogo foi bem disputado entre as equipes e Griezmann parou na boa atuação de Rui Patrício. Com um 0 a 0 nos 90 minutos, foi Portugal quem fez o gol na prorrogação e levou o título, deixando os franceses decepcionados em perder a chance de levantar a taça em sua casa.

Griezmann desolado após perder a final da Euro 2016 (Divulgação: Getty Images)

Líder nas eliminatórias e com revelações na equipe

Com uma boa campanha, a França chegou com moral na Rússia. Em um grupo considerado um dos mais difíceis, os franceses sobressaíram e mostraram um bom futebol, terminando como líderes da chave.

Em confrontos diretos contra a Suécia e Holanda, as seleções mais fortes, os franceses perderam apenas uma partida – contra a Suécia – e venceram os outros 3 jogos – com destaque para a goleada por 4 a 0 em cima da Holanda. Le Bleus terminaram sua participação com 76,7% de aproveitamento, com 7 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota. Saiu também com 18 gols marcados e apenas 6 sofridos.

Não apenas com vitórias e boas atuações a França chegou na Rússia. Esse período foi importante para firmar novos jogadores na seleção. Mbappé, Hernandéz, Pavard, Mendy e Tolisso são apenas alguns nomes que cresceram nas eliminatórias e hoje fazem parte do elenco finalista do mundial. Mostrando que tem um time para os próximos mundiais que virão.

Mbappé em ação pela França, nas eliminatórias (Divulgação: Getty Images)
VAVEL Logo