Hertha x Union: a história do clássico alemão passa pelo Muro de Berlim
Torcida de Hertha e Union no clássico de Berlim (Foto: Reprodução / Bundesliga)

Hertha e Union fazem um dos clássicos mais carregados de história do mundo. Por se tratar de Alemanha, muitos fatos marcantes estão presentes em diversas esferas da sociedade, inclusive no futebol. Agora, prestes a disputa de mais um derby da capital, o segundo da temporada 2019-20, consequentemente o segundo entre os dois da história da Bundesliga, nada é melhor que conhecer as entranhas do clássico berlinense.

No primeiro turno desta edição do quem venceu foi o lado vermelho, em novembro, quando Sebastian Polter marcou o gol salvador numa penalidade na reta final do confronto. Entretanto, as emoções de um clássico de Berlim não são exclusivas de Hertha x Union, pois o próprio Union é o quinto clube da capital a disputar a primeira divisão alemã, feito que Tasmania 1900 Berlin, Blau-Weiß Berlin Tennis Borussia Berlin já conseguiram, além do mesmo Hertha Berlin.

Ainda que Berlim seja a cidade com mais times na Bundesliga, apenas cincos confrontos locais foram jogados na elite do futebol alemão antes da atual temporada.

O primeiro derby da capital aconteceu lá em 16 de novembro de 1974, quando o Hertha venceu o Tennis Borussia Berlin por 3 a 0, no estádio Olímpico. O triunfo do Hertha se repetiu em 1975 (2 a 1) e 1976 (2 a 0) antes de ser revertido em 1977 (2 a 0 para o Tennis Borussia). Mesmo que essa fosse a tal rivalidade feroz da época, o clássico entre esses dois pertenciam à Berlim Ocidental. Isso é um fator preponderante já que o Union Berlin é o primeiro time da Berlim Oriental a chegar à Bundesliga.

Para entender a importância do derby é preciso conhecer a história da capital

Repartições de Berlim (Imagem: Reprodução)
Repartições de Berlim (Imagem: Reprodução)

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha e sua própria capital foi dividida. Estados Unidos, Reino Unido e França formaram a Alemanha Ocidental, enquanto a União Soviética fazia a Alemanha Oriental. Em meio a tudo isso, Berlim permaneceu sendo traço divisório para os dois lados.

Em 1948, os soviéticos impuseram um bloqueio na região oeste da cidade para barrar possíveis avanços de tropas dos capitalistas, que flertavam com a ideia.

A Guerra Fria ganhou corpo, e o governo da Alemanha Oriental começou então a construção do Muro de Berlim para conter a Berlim Ocidental em 1961. Foi assim que o trânsito de pessoas entre os dois lados foi altamente prejudicado pelo poder das duas Alemanhas. Nessa separação, o conflito social ganhou couro e as rivalidades políticas acentuaram. Berlim presenciava a mais pura oposição ideológica do planeta.

No âmbito esportivo, as equipes da Berlim Oriental disputavam a liga da Alemanha Oriental, tendo clubes como Vorwärts BerlinBFC Dynamo, que dominaram o esporte daquela região. Nesse cenário, o Union Berlin foi fundado apenas em 1966 pelo SC Union Oberschöneweide e teve seu maior sucesso em 1968, quando conquistou a Copa da Alemanha Oriental.

Pós-queda do muro

Momento em que alemães tomaram conta do Muro de Berlim (Foto: Gerard Malie / AFP)
Momento em que alemães tomaram conta do Muro de Berlim em 09/11/1989 (Foto: Gerard Malie / AFP)

Depois de que a divisão social, política e econômica cessou o desenvolvimento conjunto das Berlins, o muro foi demolido em 9 de novembro de 1989. Ali estava a volta do trânsito normal de pessoas entre os dois lados, sem impedimentos.

Até então, a torcida de Hertha e Union eram amistosas, não havia rivalidade inimiga entre os dois. Tanto que torcedores do Hertha passavam a linha divisória para acompanhar jogos do Union em sua casa, no Stadion An der Alten Försterei. Justamente por essa aproximação pontual, o estádio do time oriental se tornou um local de dissidência contra a Alemanha Oriental. E o mesmo acontecia do outro lado, onde os fã do Union iam ao leste berlinense para ver jogos do Hertha, inclusive nas quartas da Copa da UEFA, em Praga, no ano de 1979, quando 30 mil torcedores dos dois lados de Berlim viajaram para torcer pelo Hertha na República Tcheca contra o Dukla Praga — os alemães empatara a ida por 1 a 1 e venceram a volta por 2 a 1 fora de casa. Marco para a festa unida de Berlim.

Observação: naquela edição, o Hertha saiu na fase seguinte para Estrela Vermelha de Belgrado, da Iugoslávia.

A solidariedade no esporte seguiu pairando no ar, a medida em que, dois dias depois da queda o muro, o Hertha recebia o Wattenscheid, pela segunda divisão, no Olympiastadion, que teve um público de 44 mil pessoas — dez mil pessoas era a estimativa de um jogo assim naquela época. Grande parte desse número foi permitido porque a então diretoria do Hertha disponibilizou ingressos gratuitos ao alemães orientais.

O início do clássico Hertha x Union

27 de janeiro de 1990 é a data do primeiro clássico entre Hertha Brelin x Union Berlin. Oficialmente, 51.270 estiveram presentes no Olympiastadion, mas relatos da época apontam um público ainda maior, como lembra Sven Kretschmer, atacante do Hertha naquele derrota de seu time por 2 a 1: "Os espectadores estavam basicamente se abraçando e comemorando". O clima de amizade fora do campo rendeu até um jantar pós-jogo envolvendo as duas equipes.

Um dos torcedores do Union presentes no estádio aquele dia, Chris Lopata disse que a experiência 'foi ótima' e que conheceu 'torcedores do Hertha muito legais que cultivaram a amizade por muito tempo'. Radialista e fã do Hertha, Manfred Sangel descreveu que o jogo teve 'um  grande destaque emocional', mas logo em seguida lembrou que o esse clima 'rapidamente fracassou'.

A caída no clima aconteceu devido ao trabalho do leste querer interferir na política, na economia e na cultura do oeste. Isso contou também com a união das ligas de futebol, havendo a necessidade de reorganizar o campeonato nacional com times do Oriente e do Ocidente. E esse processo de nivelamento incomodou muitas pessoas e clubes, pois enquanto o Hertha seguiu na primeira divisão da Alemanha unificada, o Union, que estava na primeira divisão da Alemanha Oriental, perdeu sua promoção e foi colocado apenas na terceira divisão — e as contas do clube continuavam com problemas.

O tempo passou. O Union Berlin adotou a característica de formar e vender jogadores para poder se manter. Até que chegou à segunda divisão alemã após boa temporada em 2000-01, mesma temporada em que ficou em terceiro na Copa da Alemanha, o que lhe rendeu vaga na Copa da UEFA de 2001-02, sendo a primeira equipe da terceira divisão alemã a disputar a Copa da UEFA.

Escultura dos capitães do Union Berlin que ergueram o troféu da Copa da Alemanha Oriental (Foto: Reprodução / Union Berlin)
Escultura dos capitães do Union Berlin que ergueram o troféu da Copa da Alemanha Oriental (Foto: Reprodução / Union Berlin)

Observação: na primeira fase da Copa da UEFA, o Union eliminou o Haka, da Finlândia, pelo placar agregado de 4 a 1, mas foi eliminado na fase seguinte, ao ser despachado pelo Litex Lovech, da Bulgária, por 2 a 0 no agregado.

A década seguinte foi de altos e baixos no Union. Três temporadas seguidas na segunda divisão foram acompanhadas de sucessivas quedas. Sem estabilidade, os cofres se esvaziaram e era preciso 1,46 milhão de euros na conta para poder disputar a quarta divisão. Aí veio uma sacada de mestre da torcida.

Na Alemanha, as pessoas são pagas para doar sangue aos hospitais, e foi nessa ação que os torcedores criaram a campanha "Sangrar pelo Union". Os apaixonados e comovidos com a causa começaram a doar os pagamentos que recebiam da doação de sangue ao clube. E deu certo. Depois do episódio que demonstrou a força dos vermelhos, o Union Berlin alcançou vaga na novamente na segunda divisão em 2009, por onde fixou terreno e perdurou por dez anos. Nesse tempo, a rivalidade com o Hertha apareceu.

O primeiro clássico de Berlim na segunda divisão aconteceu no Stadion an der Alten Försterei, e o empate reinou em 1 a 1. Mas no segundo turno, o Hertha venceu por 2 a 1 e seguiu na briga pelo título. Dois anos depois, o Hertha voltaria à segunda divisão. Desta vez, 2 a 1 para o Union no leste, e 2 a 2 no Olympiastadion. Um clássico caracterizado pelo equilíbrio até então.

O Hertha foi convidado para jogo de reabertura do S (Foto: Reprodução / Union Berlin)
O Hertha foi convidado para jogo de reabertura do Stadion An der Alten Försterei (Foto: Reprodução / Union Berlin)

Simbolismo do retorno do Union

O ano em que o Union Berlin disputou pela primeira vez a Bundesliga é bastante simbólico, pois 2019 marca o aniversário de 30 anos da queda do Muro de Berlim. Para aproveitar a data de 9 de novembro (o aniversário exato), o Hertha pediu para a organização do campeonato agendar o clássico justamente para 9 de novembro de 2019. O que foi feito!

Ideias opostas para o clima do clássico

Para Ante Covic, ex-treinador do Hertha, o time azul do Oeste 'é um clube para toda a cidade de Berlim, você pode ver isso no fato que de que já treinamos nos 12 distritos de Berlim'. Embora que o bairro de Köpenick seja um reduto proletário, de torcedores do Union. Aliás, essa desigualdade social foi um dos motivos que os dois times desenvolveram a rivalidade, tendo em vista que o Hertha é tido como equipe da parte mais rica da cidade.

Presidente de sindicato, Dirk Zingler é contra o clima amistoso de um clássico originado da luta de classes e da Guerra Fria: "Para mim é um derby, significa rivalidade, demarcação e guerra de classes no futebol. Acho absurdo dar a este jogo um caráter amigável sob o mantra de jogar pela unidade alemã."

As duas opiniões contrastantes exemplificam muito bem o quão os opostos fazem parte da história de Hertha x Union. Mas, uma coisa é certa quando perguntas são feitas aos torcedores de ambos os clubes: a rivalidade, em sua maior parte, cresceu de maneira amistosa, de forma pacífica, não por se tratar de Leste x Oeste, de Alemanha Ocidental x Alemanha Oriental, de azul x vermelho, mas de apenas dois clubes diferentes da mesma cidade.

Este é considerado o primeiro derby de Berlim da Bundesliga entre Leste e Oeste. Existem recortes históricos e políticos subjacentes que tornam esse duelo um tão especial além de um simples derby local. No entanto, também pode ser definido como uma amizade fundada em solidariedade que se transformou numa rivalidade digna da capital da nação.

VAVEL Logo