Simone Inzaghi destaca 'fome de gols' da Lazio para superar Fiorentina
Foto: Divulgação/Lazio

Simone Inzaghi sente que a Lazio lutou para vencer a Fiorentina por 2 a 1, neste sábado (27), pela 28ª rodada da Serie A. O resultado manteve seus sonhos para uma vitória ao Scudetto após 20 anos, vivos, mas em circunstâncias difíceis. Foi um começo ruim para os anfitriões, poucos dias após a derrota por 3 a 2 para a Atalanta.

Franck Ribery passou pelos zagueiros e colocando a Viola na frente. No entanto, um pênalti polêmico convertido por Ciro Immobile e o gol de Luis Alberto marcaram a vitória e colocaram a Lazio quatro pontos atrás da líder Juventus.

“É uma vitória conquistada com caráter e fome. No momento, temos uma equipe limitada com várias lesões e devo agradecer a Correa, Radu e Marusic, porque eles não teriam sido jogados hoje, nem como substitutos, se não fosse uma emergência", comentou.

"A Fiorentina é uma equipe muito boa, é bem organizada, por isso parabenizo meus jogadores, pois não foi fácil", disse Inzaghi à DAZN Italia.

“Antes do bloqueio, tínhamos um jogo por semana, eu podia escolher meu time. Agora temos um a cada três dias, sentimos falta de Lucas Leiva, Senad Lulic, Luiz Felipe, há outros que eu fui aconselhado a não jogar porque estavam em risco de lesão. Sem caráter, não teríamos vencido esta partida", analisou.

Inzaghi foi expulso do banco de reservas, logo após o cartão vermelho de Dusan Vlahovic por um cotovelada em Patric.

“É realmente decepcionante, pois eu não tinha sido expulso por quase três anos. Eu tinha tentado ajudar e acalmar a situação, o árbitro disse que eu não era de forma alguma rude, é só que eu saí da minha área técnica. Acho que ele poderia ter me dado um cartão amarelo e depois estaria com meus rapazes na próxima semana em Turim", lamentou

"Sabíamos que seria uma tarefa árdua e havia jogadores no banco que talvez não pudéssemos usar, então tentamos manter o andamento relativamente lento na primeira meia hora", concluiu.

A Lazio enfrenta o Torino na próxima terça-feira (30), às 14h30, no estádio Olímpico de Grande Torino.

VAVEL Logo