Tite não deixa Neymar responder provocações e interrompe: “Imagem não questionamos”

Técnico brasileiro defende seleção mas prefere evitar qualquer confronto com Osório, técnico do México

Tite não deixa Neymar responder provocações e interrompe: “Imagem não questionamos”
(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Depois de um jogo bem pegado, o Brasil conseguiu, enfim, se classificar marcando 2 a 0 contra o México. Com gol de Neymar e Firmino, a seleção brasileira espera agora o confronto entre Bélgica e Japão para descobrir quem irá enfrentar nas quartas de final. 

Logo após a vitória, Tite concedeu a coletiva de imprensa ao lado de Neymar. Quando questionado sobre as provocações de Osório, o técnico brasileiro interrompeu antes que Neymar desse uma resposta. 

Técnico fala com técnico, jogador com jogador. Eu não vou responder ao Osorio, eu vi o lance. Todos que estão me assistindo tirem sua conclusão, o vídeo está aí. Imagem não questionamos", afirmou. 

Tite continuou saindo em defesa de Neymar após o mesmo receber diversas críticas de Osório, técnico do México. 

“Neymar joga bola. Não pisa, e pisaram nele. Eu estava do lado, e vi de novo pela televisão. Não precisa falar, é só olhar. Ele tem que jogar bola, eu falo, a direção fala, o árbitro apita. Cada um faz a sua e vamos embora”.

O esquema tático foi questionado, mas Tite explicou como funciona o Brasil para enfrentar o México. 

“Foi 4-4-2 com flutuação dos externos, liberdade maior, cinturão de marcação mais adiantada, corta linha de passe, amplia área de atuação. Tem Gabriel Jesus para fazer compensação com desgaste de externos. Compreensão do jogo em termos táticos é essa”.

Firmino entrou na partida durante a segunda etapa no lugar de Coutinho, o que deixou os torcedores um pouco confuso. Afinal, o natural de sair seria o Gabriel Jesus, mas Tite explicou a substituição. 

“O México começou a trabalhar pelo lado direito, Jesus deu essa sustentação e ao mesmo tempo trouxemos o Coutinho para articular perto do Neymar”, disse o técnico. 

Finalizando a coletiva, Tite comentou a atual situação da seleção brasileira. Além disso, houve muitos elogios em reação à classificação. 

“O nível que atingimos é para as quartas de final, equipe tem que consolidar e crescer. Não me atenho a favoritismos, essa mesma equipe que vencemos hoje venceu, e bem, a Alemanha. Venceu, e bem, a Coreia. E estava melhor até tomar o gol da Suécia. Ela finaliza muito, puxa contra-ataque, tem a média mais alta de finalizações que dá ao adversário, mas fica jogo lá e cá. Rússia jogando bem ontem. Controlando a Espanha, não passando por maiores adversidades, perigos, e passou com méritos. Está muito aberto”, concluiu.