Recordar é viver: a primeira passagem de Felipão no Palmeiras
Divulgação/SE Palmeiras

Na última quinta-feira (26),  foi contratado o experiente Luiz Felipe Scolari. O técnico que já tem duas passagens acertou um contrato de dois anos.

Aqui nos vamos falar sobre a primeira passagem do técnico, que aconteceu entre os anos de 1997-2000. Nesse período o treinador conquistou dois títulos, que foram divisores de água na história do Palmeiras: A Copa do Brasil de 1998 e a Libertadores de 1999.

Chega Felipão em 1997

Em 1997, após dirigir o Júbilo Iwata, do Japão, Felipão transferiu-se para o Palmeiras. Conseguiu fazer o time chegar nas semifinais da Copa do Brasil, onde caiu para o Flamengo . Naquele ano o Verdão ficou em 4° Lugar no Campeonato Paulista , caiu nas semifinais do Torneio Rio-São Paulo e foi vice campeão Brasileiro. (Vasco campeão naquele ano)

Esse time vice campeão Brasileiro tinha a seguinte escalação

Veloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Galeano (Marquinhos), Rogério, Alex (Oséas) e Zinho; Euller e Viola (Cris).

Copa Do Brasil e Mercosul 1998 um grande ano

Em 1998, após o ano do vice no brasileirão, Felipão queria conquistar títulos. Mas começou mal a temporada saindo do Paulistão, nas semifinais depois de perder em casa e fora para o São Paulo. Depois tivemos o "flashback" dessa mesma semifinal, só que agora válida pelo Torneio Rio-São Paulo e mais um vez o Palmeiras foi eliminado. Na Copa Do Brasil, o Verdão passou por CSA, Ceará, Botafogo, Sport, Santos e Cruzeiro, para vencer a competição, e assim no dia 30 de Maio de 1998, Luis Felipe Scolari, venceu o seu primeiro campeonato com o Palmeiras. Título no qual ele já havia conquistado pelo Criciúma e pelo Grêmio.

No Brasileirão foi bem na primeira fase com a segunda melhor campanha. Mas foi eliminado nas quartas de final pelo mesmo Cruzeiro que jogou a final da Copa do Brasil.

O Palmeiras ainda iria proporcionar um "presente de natal" para o torcedor no final do ano. No dia 29 de Dezembro de 1998, era a hora de tirar o ano a limpo. Mas uma vez Palmeiras e Cruzeiro frente a frente, dessa vez para a final da Copa Mercosul. O Campeão da Copa do Brasil, contra o vice campeão Brasileiro. E mais uma vez para a tristeza Cruzeirense, deu Verdão. O Palmeiras fechou o ano de 1998 com dois títulos e Felipão se consolida como técnico "ÍDOLO".

O time campeão de 1998 era: Velloso; Arce, Júnior Baiano, Cléber (Tiago Silva) e Júnior; Roque Júnior, Rogério, Alex (Pedrinho) e Zinho; Paulo Nunes e Oséas (Magrão).

Das Embaixadinhas a Conquista da América o ano de 1999 

O ano de 1999 sempre será lembrado pelo torcedor palmeirense como o ano da Libertadores. Mas foi um ano onde o time sofreu com muitas eliminações. Falando do estadual de 1999 quem não se lembra das "embaixadinhas" do Edilson? o Verdão chegou a final do Paulista daquele ano e perdeu para o Corinthians. O Palmeiras fez um Rio-São Paulo muito ruim e foi eliminado na primeira fase. Na Copa do Brasil eliminação para o Botafogo nos pênaltis na semifinal. No Brasileirão um difícil 10° Lugar. Eis que no meio de tanta turbulência,  o dia 16 de junho de 1999, onde tudo isso que aconteceu na temporada foi esquecido. Diante do Deportivo Cali-COL o Palmeiras venceu a Libertadores em casa, Felipão chegou ao seu melhor momento da carreira (até o momento) e focou a cabeça no Japão. Do outro lado do mundo mais uma frustração a perca do Mundial para o Manchester United

O elenco de 1999 era: Marcos; Arce, Júnior Baiano, Roque Júnior e Júnior; César Sampaio, Galeano, Zinho e Alex; Asprilla e Paulo Nunes.

A virada do milênio e da cadeira 

Chegamos ao ano 2000, um ano turbulento para o Felipão e para o Palmeiras. O Alviverde começou o ano levantando troféu. Conquistou no dia 30 de Janeiro, o Torneio Rio-São Paulo, diante do Vasco. O torcedor achou que iria ser mais um ano glorioso. Só que não foi bem assim. No Paulista daquele ano o Palmeiras foi eliminado pelo Santos. Na Copa do Brasil saiu nas quartas para o São Paulo. O Palmeiras perdeu a final da Libertadores para o Boca Juniors, e isso foi o estopim da demissão de Felipão.

Um mês depois o Palmeiras conquistou a Copa dos Campeões em cima do Sport e no Brasileirão uma nova eliminação para o São Paulo, só que dessa vez nas oitavas.

Felipão deixou o Palmeiras com quatro títulos em quatro anos. (se contamos com 1997). 242 jogos, 122 vitorias, 61 empates, 60 derrotas, um aproveitamento de 58,8%.

 

 

 

 

 

VAVEL Logo