Com um a menos e Longuine decisivo, Guarani vence Brasil de Pelotas
Foto: Reprodução/ Twitter Guarani FC

Com um a menos e Longuine decisivo, Guarani vence Brasil de Pelotas

Com gol aos 40 minutos do segundo tempo, o Guarani venceu por 2 a 1 e segue vivo na disputa pelo G-4

PHAndrade
Pedro Andrade
GuaraniOliveira; Kevin, Philipe Maia, Éverton Alemão e Pará; Willian Oliveira, Ricardinho, Rondinelly, Matheus Oliveira (Erik) e Rafael Longuine (Felipe Diadema); Marcão (Gabriel Poveda). Técnico: Umberto Louzer.
Brasil de PelotasMarcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Rafael Dumas e Bruno Collaço; Leando Leite, Itaqui (Gilson), Valdemir e Pereira (Maicon Assis); Kaio (Lourency) e Luiz Eduardo. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
Placar Rafael Longuine, aos 40 minutos do primeiro tempo. Lourency, aos 12, e Rafael Longuine aos 40 minutos do segundo tempo.
ÁRBITROÁrbitro – Luiz César de Oliveira Magalhães (CE). Auxiliares: Nailton Junior de Souza Oliveira e Anderson Moreira de Farias. (CE)
INCIDENCIASCARTÕES AMARELOS – Ricardinho, Rondinelly e Guilherme (Guarani); Itaqui, Bruno Collaço, Gilson (Brasil). CARTÃO VERMELHO – Rondinelly (Guarani). RENDA – R$ 43.393,00. PÚBLICO – 3.653 pagantes. LOCAL – Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP).

Neste sábado (28) o Guarani recebeu a equipe do Brasil de Pelotas, em partida valida pela 18° rodada do Brasileirão Série B 2018. O Bugre venceu pelo placar de 2 a 1 com dois gols de Rafael Longuine e Lourency marcou para o Xavante. Com a vitoria, o time campineiro fica a dois pontos do G-4. Já o Xavante permanece no Z-4.

O torcedor no Brinco de Ouro já sabia que o jogo seria difícil quando aos três minutos do primeiro tempo, depois de uma sobra de escanteio Leandro Leite pegou o rebote e exigiu uma boa defesa do goleiro do Guarani. 

Depois desse lance o jogo ficou morno. Até que aos 18, o Bugre tem uma chance com Ricardinho, que recebeu na entrada da área, ajeitou e chutou de pé direito. A bola desviou na marcação e saiu à esquerda do gol.

Aos 20 minutos mais uma chance para a equipe da casa. Marcão fez um trabalho de pivô e deixou a bola para Longuine, que ajeitou e bateu forte no canto esquerdo, a bola bate na trave e vai para fora.

Depois foram mais 20 minutos de pressão. Aos 40, o Bugre abre o placar com Rafael Longuine. Em uma bela jogada na meia-cancha, onde William Oliveira recebeu passe de Matheus Oliveira, que deixou de letra para Rafael Longuine bater rasteiro e abrir o placar.

Aos 42 minutos, o Xavante respondeu. Valdemir recebeu de Éder Sciola, driblou Alemão e bateu forte, mandando perto do travessão com bastante perigo. Assim o primeiro tempo acabou com a torcida do Bugre feliz com o resultado parcial.

O segundo tempo começou equilibrado, com as duas equipes indo pra cima. Mas, aos 12 minutos, o Brasil faz uma jogada pelo lado direito que envolveu toda a defesa do Guarani. Éder Sciola carregou e deixou Lourency livre na marca do pênalti para fazer o gol de empate. Para piorar a situação dos mandantes, aos 18 minutos, após duas faltas seguidas Rondinelly foi expulso deixando o Bugre com um a menos.

O jogo caiu de ritmo, com poucas chances efetivas. Até aos 26, quando Rafael Longuine cobrou uma falta e acertou o travessão. Aos 28, Lourency quase fez mais um. Ele passou no meio de dois marcadores e soltou a bomba de perna esquerda. O goleiro do Guarani caiu pro canto e espalmou.

Depois desse lance o jogo voltou a ficar morno. Até que aos 40 minutos, Rafael Longuine recebeu com espaço perto da área e soltou a pancada no ângulo esquerdo. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar um golaço. Na comemoração, RL10 imitou o CR7 com a comemoração "Eu estou aqui", garantindo o triunfo bugrino.

O próximo compromisso do Guarani é contra o Londrina, na próxima sexta-feira (3), no Estádio do Café, às 19h15. Enquanto o Brasil de Pelotas enfrenta a equipe do Goiás, em casa, no sábado (4), às 16h30.

Com o resultado, o Guarani é o nono colocado com 26 pontos, com dois a menos que o Avaí, quarto. Já o Brasil é o 17°, com 18 .

VAVEL Logo