Em jogo peculiar, Inter bate Atlético-MG fora de casa e se aproxima do topo no Brasileiro
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Em jogo peculiar, Inter bate Atlético-MG fora de casa e se aproxima do topo no Brasileiro

Partida ficou interrompida por 25 minutos, por conta de chuva de granizo e falta de energia elétrica; Edenílson marcou o gol da vitória colorada

mathenrique
Matheus Henrique
Atlético-MGVictor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana, Carlos Gabriel (Lucas Cândido); José Welison, Elias (Nathan), Matheus Galdezani (David Terans); Luan, Ricardo Oliveira, Chará. Técnico: Thiago Larghi.
InternacionalMarcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick; Nico Lopez (D'Alessandro), Jonathan Alvez (Rossi), William Pottker (Lucca). Técnico: Odair Hellmann.
Placar0-1, min. 56/2°T, Edenilson.
ÁRBITRO Jailson Macedo Freitas (BA).
INCIDENCIASPartida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018, disputada na Arena Independência (MG).

Na última partida da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional bateu o Atlético-MG, no Independência, por 1 a 0 e se aproximou do topo da tabela da competição. A partida foi interrompida por duas vezes, por conta de chuva de granizo e falta de energia elétrica, causando um atraso de 25 minutos. Edenílson marcou o gol da vitória, aos 56 da segunda etapa.

A partida marcava um duelo na parte de cima da tabela. Em quinto lugar, o Galo apostava suas fichas no excelente retrospecto como mandante para bater o terceiro colocado da competição, que buscava seguir na posição de acesso à Libertadores, torneio que o colorado não disputa há três anos.

Diante das privilegiadas colocações das equipes, se esperava uma partida disputada no geral do tempo, o que não ocorreu. A primeira etapa do confronto foi marcada por poucas chances claras de gols, tendo nos pés de William Pottker a principal oportunidade do primeiro tempo, desperdiçada pelo atacante colorado após boa ajeitada de Jonathan Alvez, aos 34 minutos. No geral, o Galo teve posse de bola superior, mas não conseguiu reverter em conclusões contra a meta de Lomba.

Um dos destaques da partida, Patrick disputa bola com atleticano Luan. Foto:
Um dos destaques da partida, Patrick disputa bola com atleticano Luan. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Por outro lado, a segunda etapa se configurou por elementos atrativos além do futebol. Após início em forte tempestade, a partida foi paralisada por chuva de granizo, aos sete minutos de jogo. Aos 16, os jogadores puderam retornar ao campo. No entanto, dois minutos depois, o espetáculo novamente foi interrompido - desta vez, acabou a energia elétrica no Independência. O recomeço foi dado somente aos 32 minutos.O efeito dos atrasos se deu em 15 minutos de acréscimos ao tempo normal da etapa, apontados pelo árbitro Jaílson Macedo Freitas.

O apagão não coincidiu com o desempenho das equipes na partida. Mesmo sem condições de jogo em algumas regiões do gramado, causada pela presença de poças d'água, o duelo não perdeu tecnicamente, exceto na troca de passes pelo lado contrário ao banco de reservas dos times, em especial na área de ataque atleticana.  Mas foi por ali que Chará abriu a sequência de lances perigosos na partida, apenas dois minutos após seu reinício. O ligeiro colombiano puxou para a perna direita e chutou com perigo para Lomba afastar.

A casa dos 40 minutos foi de total apreensão aos espectadores do duelo. O Inter tratou de responder o perigo causado pelo Galo aos 44 e 48 minutos, com Rossi e Nico Lopez, no entanto, ambas tentativas pararam em Victor. Por sua vez, o Atlético-MG igualou o número de chances aos 49, em organizado contra-ataque que parou nos pés de Terans, desperdiçado pelo uruguaio.

Edenílson comemora gol da vitória sobre os donos da casa. Foto: Ricardo Duarte/Internacional
Edenílson comemora gol da vitória sobre os donos da casa. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Já aos 56 minutos do confronto, em meio a total adrenalina da partida, a equipe mandante se desligou por um instante, fato não perdoado no futebol. Numa cobrança de falta sem muitas expectativas, Nico Lopez encontrou Patrick, que escorou para Edenílson infiltrar na área atleticana e chutar rasteiro, sem chances para Victor, abrindo o placar da partida.

O gol causou outra postura nas equipes na sequência do jogo. Com o placar favorável, o Inter aproveitou o gramado em más condições, se fechou na defesa e deixou a posse de bola com o Galo, que tentou criar chances, mas assim como na primeira etapa, não conseguiu resultar a posse em conclusão para a meta adversária. O empate quase veio com Luan, aos 69 minutos, já próximo do fim da partida, mas a bola bateu na trave de Lomba. E assim a partida seguiu até o árbitro encerrar a mais peculiar partida do Campeonato Brasileiro deste ano.

Na próxima rodada, o Galo enfrenta o Santos, neste domingo (12), às 11h, novamente no Independência. O Inter segue atuando fora de casa. Desta vez, contra o Fluminense, no Maracanã, na segunda-feira (13), às 20h.

VAVEL Logo

Sport Club Internacional Notícias

há 4 dias
há 4 dias
há 13 dias
há 15 dias
há 18 dias
há 18 dias
há 25 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês