Evando evita falar sobre arbitragem e cita jogo equilibrado contra o Palmeiras
André Palma Ribeiro/Avaí F. C.

nO Avaí recebeu o Palmeiras em casa, na Ressacada, neste domingo (27) pela 28ª rodada do Brasileirão Série A. O time visitante garantiu os três pontos ao vencer por 2 a 1. A partida contou com duas penalidades, gerando polêmicas e discussões. 

Técnico do Leão, Evando, falou em entrevista coletiva sobre o rendimento da equipe no jogo. Para ele, o time conseguiu jogar de igual para igual, e lamentou sair com o resultado negativo no placar.

"Montamos uma estratégia com uma linha de cinco para enfrentar o vice-líder da competição. Nos primeiros dez minutos o Palmeiras teve duas chances porque o balanço dos volantes ainda estava lento. Depois eu direcionei que adiantasse o Wesley e o Luanderson, pressionassem um pouco mais alto e a linha de cinco quebrasse o setor. Quando isso aconteceu, eles não chutaram mais. Nós terminamos sufocando. Fiquei muito feliz em sair com a torcida cantando, eufórica e feliz com o rendimento do time que jogava equilibrando de igual para igual e tendo ações efetivas principalmente depois que o Léo entrou."

"No segundo tempo se desenhou a mesma coisa. O Palmeiras buscando o gol e nós aproveitando o momento para poder contra-atacar nos espaços. Infelizmente tomamos o gol com seis minutos na bola parada. Comecei a buscar alternativas dentro do jogo. Depois caiu um dilúvio, tivemos mais facilidade do que eles. Conseguímos um pênalti e depois nós fizemos pênalti. Sensação de perder um jogo que equilibrou as ações, então poderíamos ter saído vencedor."

O comandante falou também sobre a maior dificuldade no campeonato para o Leão: a bola parada. O primeiro gol da partida, marcado por Deyverson, saiu após cobrança de escanteio.

"Perdemos quatro jogos na bola parada. O jogo da parte ofensiva e defensiva estamos equilibrando com os adversários e o jogo da bola parada estamos perdendo. A bola pune. O nível de competição exige a perfeição, o detalhe define. A nossa equipe aumentou o nível de competição pra caramba. Esta muito mais difícil de  ganhar da gente. Os atletas estão jogando como o Avaí, com raça e a torcida também está reconhecendo isso."

LEIA MAIS: Palmeiras vence Avaí em jogo com VAR e temporal

Com relação a arbitragem, o comandante preferiu não se posicionar e acredita que a marcação da penalidade em favor do time da casa estava correta.

"Não vou falar do VAR. Hoje eu quero ver primeiro. As duas expulsões desnecessárias, o jogo do Ceará a mesma falta que sofreu contra o CSA. O pênalti que foi marcado ao nosso favor foi sim. O outro eu prefiro não falar."

O Avaí segue na lanterna, 20ª posição, com 17 pontos. Na 29ª rodada do Brasileirão, o time de Florianópolis recebe o Fortaleza, na quarta-feira (30), às 19h30.

VAVEL Logo