Enfim um bom jogo: São Paulo vence Athletico com ótimo segundo tempo
Luciano, autor do gol do jogo no Morumbi (Foto: Divulgação/São Paulo FC)

São Paulo e Athletico chegavam pressionados ao jogo adiantado da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020, disputado nesta quarta-feira (26), no estádio Cícero Pompeu de Toledo, popularmente conhecido como Morumbi. Não necessariamente pelos resultados, mas principalmente por exibições e expectativas criadas.

Com um dos melhores elencos do país, o São Paulo se mantinha na metade de cima da tabela - apesar do resultado estar longe de agradar a torcida e o próprio técnico, Fernando Diniz. Pelos lados paranaenses, a décima colocação era ilusória: já eram quatro derrotas consecutivas e atuações nada convincentes. 

Ao menos no final de jogo, certamente, uma das equipes saiu satisfeita do Morumbi. Mas o começo do jogo foi complicado para os dois lados.

Primeiro tempo sonolento

O Athletico começou melhor a partida, assustando o São Paulo, principalmente, ao avançar a linha de marcação - o SPFC tentava sair tocando, motivo pelo qual Diego Costa e Léo ganharam as vagas na zaga de Robert Arboleda e Bruno Alves. Chegou levar algum perigo à meta tricolor, mas nada a ser destacado.

O Tricolor, apesar de ter mais posse de bola (55%), chegava, apenas, com erros individuais de atleticanos. 

No fim das contas, o 4-1-2-3 (ou 4-1-4-1) de Fernando Diniz, com Gabriel Sara e Daniel Alves armando o time, foi incapaz de fazer algo sistêmico frente o 4-2-3-1 da equipe paranaense. O número igual de finalizações (quatro), escanteios (um) e impedimentos (um) mostrava uma partida equilibrada e com pouca inspiração de ambos os clubes.

Show tricolor

Fernando Diniz fez duas alterações no São Paulo durante o intervalo. Saíram Vitor Bueno e Gabriel Sara, entraram Paulinho Bóia e Hernanes. Os dois atletas que deixaram o jogo, de atuação entre péssima e lastimável, foram substituídos por jogadores que deram um novo dinamismo à equipe - sem alterar taticamente o SPFC e sequer mudar tanto as características da equipe.

Logo nos primeiros segundos do segundo tempo, Diego Costa e Pablo criaram boas chances. Luciano teve duas outras oportunidades, bem como Daniel Alves. Tudo isso antes dos 20 minutos da metade final de jogo. E, ainda antes, saiu o único gol do jogo: após cobrança de escanteio, Daniel Alves cobrou escanteio na segunda trave e Luciano colocou a bola para dentro.

O Athletico só conseguiu pressionar de vez (e por pouco tempo) aos 35 minutos, quando Daniel Alves, sentindo o braço, foi substituído por Luan. Ainda assim, só conseguiu uma chance concreta, após cruzamento de Khellven que não chegou em Vinícius Mingotti.

Ao todo, o São Paulo deu doze finalizações (contra uma do CAP), sendo quatro no gol. Os 58% de posse de bola e as sete finalizações de dentro da área mostram o volume da equipe, que, enfim, conseguiu uma vitória com, ao menos, uma metade de jogo convincente.

Classificação e próximos jogos

Voltando à normalidade na tabela, o Morumbi recebe, no próximo domingo (30), em jogo válido pela sexta rodada do Brasileirão, o Majestoso - clássico entre São Paulo e Corinthians. A peleja será às 11h.

Pela mesma jornada, o Athletico não entra em campo por conta do xará Atlético-MG, que decide o Campeonato Mineiro - a partida será remarcada. Na quarta-feira (02), na Arena da Baixada, o Furacão recebe o Red Bull Bragantino.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo