Sem seus treinadores, CSA e CRB brigam por
liderança e vaga antecipada nas semifinais do Alagoano
Augusto Oliveira/CSA

Além de ser o Dia do Trabalhador, o primeiro dia do mês de maio deste ano de 2021 será marcado pela inicial disputa do maior produto do futebol alagoano. No segundo Clássico das Multidões da temporada, CSA e CRB medem forças no Estádio Rei Pelé, o Trapichão, em Maceió/AL, pelo encerramento da oitava e penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Alagoano 2021. O jogo está previsto para ser realizado às 17 horas.

As equipes lideram a competição estadual, mas vem de resultados ruins. O Galo é o primeiro colocado, com 13 pontos, mas perdeu a invencibilidade no último fim de semana ao ser derrotado pelo Murici. Único invicto até o momento, o Azulão do Mutange ocupa o segundo lugar com 12 pontos e empatou com o Aliança sem gols em uma partida de péssimo desempenho. Quem vencer, estará classificado. Se terminar empatado, o lado vermelho pode comemorar a vaga antecipada.

A grande novidade – negativa, por sinal – será a ausência dos dois treinadores. Contratado no início da semana, o comandante azulino Bruno Pivetti e o regatiano Roberto Fernandes foram diagnosticados com o novo coronavírus. Ambos estão em tratamento, isolados e ainda não sabem se estarão liberados para a última rodada, a ser disputada na quarta-feira (5).

O primeiro confronto entre CSA x CRB de 2021 foi disputado no último dia 14 de março, válido pela terceira rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Norberto abriu o placar no primeiro tempo e Diego Ivo buscou o empate em 1 a 1 na etapa final.

Preparação do Azulão

A semana foi movimentada no CSA pela chegada de Bruno Pivetti na última segunda-feira (26). Porém, no segundo dia de trabalho, o treinador foi diagnosticado com coronavírus e ficou impedido de trabalhar. O grupo ficou em alerta, uma vez que o técnico teve contato com praticamente todos os profissionais, mas nenhuma outra baixa foi constatada. Os auxiliares Julian Tobar e Adriano Rodrigues comandaram os treinamentos da semana e ainda não se sabe quem ficará à frente do banco de reservas no clássico.

Como desfalques, o goleiro Thiago Rodrigues e o lateral-esquerdo Fabrício seguem no departamento médico. O atacante Rodrigo Pimpão sentiu incômodo na coxa durante o treino final e sua presença é incerta. Em contrapartida, o lateral-direito Cristovam e o meia Nadson foram liberados e devem estar entre os relacionados. Últimas contratações azulinas, o zagueiro Wellington e o meia Gabriel Tonini estão regularizados junto ao Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol (BID/CBF), assim como o também zagueiro Lucas Dias, que retornou de empréstimo ao São Caetano. Os três, porém, dificilmente irão jogar neste fim de semana.

Sobre o clássico, o lateral-direito Norberto falou sobre a semana diferenciada quando há jogo entre CSA x CRB e a necessidade da vitória para melhorar o ambiente em ambos os lados.

“Clássico é um momento muito especial. A gente sabe da importância, tem até o clima diferente quando é semana de clássico. A gente sabe da paixão das torcidas, do quanto envolve um clássico, da rivalidade que tem aqui no estado. Eu tento passar isso para o pessoal que chegou agora, da importância de vencer um clássico até pelo momento que os dois times estão vivendo. O CSA não vence há dois jogos, o CRB não está passando o melhor momento da temporada também. Vai ser um divisor de águas para a gente. Que o CSA possa sair vencedor”, disse.

Preparação do Galo

O CRB deixou sua torcida incomodada em suas últimas atuações. Foi goleado pelo Bahia e eliminado nas quartas de final da Copa do Nordeste, além de perder a invencibilidade após empate em casa contra o CSE e derrota como Murici na Zona da Mata. Os três jogos ativaram o alerta no grupo, que teve a semana cheia para recuperar fisicamente o elenco desgastado e trabalhar melhor para o grande duelo contra o CSA. O auxiliar Fernando Alves irá substituir Roberto Fernandes, que segue em tratamento contra o coronavírus, tem dúvidas para o clássico desta tarde.

O goleiro Edson Mardden e o lateral-esquerdo Guilherme Romão estão liberados após não apresentarem mais sintomas nem sinais de transmissão da Covid-19 e podem entrar em campo. O atacante Lucão reclamou de dores na coxa, mas deve entrar de primeira. O volante Wesley voltou a treinar, está liberado, mas não se sabe se vai entrar em campo. Na zaga, Diego Ivo realizou cirurgia no tendão patelar e será desfalque por meses. Em seu lugar, brigam por uma vaga Ewerton Páscoa com Eduardo Moura e Matheus Mega, últimos contratados e já regularizados. O volante Claudinei volta após ser preservado e o meia Régis Tosatti voltou à Chapecoense após ter contrato de empréstimo finalizado.

Um dos líderes do elenco do Regatas, o zagueiro Gum falou sobre o momento de instabilidade no CRB. Afirmou que o desgaste físico atrapalha, mas não pode ser considerado como justificativa pronta para explicar a queda de rendimento. O capitão do Galo também mostro compreensão pela pressão por parte da torcida e acredita que o trabalho durante a semana pode resultar não apenas em uma vitória no clássico, mas em uma equipe pronta para buscar o bicampeonato estadual.

“Tenho conversado com a equipe. Nós temos um ambiente muito bom, entendemos que a equipe caiu um pouco de produção. Temos que recuperar o bom futebol o mais rápido possível, temos alguns dias para nos prepararmos para o clássico e nós vemos o CSA como nosso rival, nosso adversário. É mais uma oportunidade de dar uma resposta boa ao nosso torcedor. Precisamos vencer, dar essa alegria para eles e trazer tranquilidade. Não é lamentar ou comemorar o que passou. Temos que trabalhar agora para voltar ao normal porque é um grupo forte. Temos condições de vencer o clássico para chegar à final do Alagoano muito bem”, afirmou.

Ficha técnica de CSA x CRB, Clássico das Multidões – Campeonato Alagoano 2021, rodada #8

Estádio Rei Pelé, o Trapichão, em Maceió/AL – 17 horas deste sábado (1º)

CSA – Darley; Norberto, Lucão, Matheus Felipe e Vítor Costa; Geovane, Silas e Gabriel; Silvinho (Rodrigo Pimpão ou Aylon), Guilherme Dellatorre e Marco Túlio. Técnico: Adriano Rodrigues.

CRB – Diogo Silva; Reginaldo Lopes, Gum, Ewerton Páscoa (Eduardo Moura ou Matheus Mega) e Hugo (Guilherme Romão); Claudinei, Carlos Jatobá (Wesley) e Diego Torres; Hyuri, Lucão e Calyson. Técnico: Fernando Alves.

Arbitragem – Jonata de Souza Gouveia (CBF/AL), auxiliado por Wellington Thiago de Almeida (FAF/AL) e por Áldrin Freire Costa Matias (FAF/AL), com Éder Gregori Viana Silva (FAF/AL) como quarto árbitro.

VAVEL Logo