Athletico-PR bate Santos em Curitiba e larga na frente por vaga nas semis da Copa do Brasil
Foto: Divulgação/Twitter Oficial CAP

O Athletico-PR recebeu a equipe do Santos na noite desta quarta-feira (25), na Arena da Baixada, em jogo válido pela ida das quartas de final da Copa do Brasil 2021. Quem levou a melhor foi o Furacão, que venceu por 1 a 0, gol de Renato Kayzer.

A vantagem dos paranaenses é que podem empatar por qualquer placar na volta e vaga na semifinal estará garantida. Já os santistas precisam de vitória por dois gols de diferença. Como não há a regra do gol fora, qualquer vitória do Peixe por um gol de diferença leva a decisão aos pênaltis.

Athletico bombardeia João Paulo e vence a primeira etapa

O Santos até tentou uma pressão na saída de bola do Furacão, mas os comandados de António Oliveira conseguiram levar perigo ao gol de João Paulo logo cedo, aos três minutos, quando Jader recebeu na entrada da área e chutou na trave, quase abrindo o placar. Aos oito minutos, Christian tentou achar Jader, de letra, mas Madson tirou para trás, obrigando João Paulo a fazer grande defesa. Na sobra do lance, Nikão cortou para dentro e bateu rasteiro, levando mais uma vez perigo ao gol santista.

Aos 16 minutos, a pressão rubro-negra surtiu efeito. Nikão cruzou na primeira trave, Richard desviou, e Renato Kayzer apareceu bem no segundo pau para cabecear e abrir o placar.

O Santos tentou responder aos 23, quando Jean Motarecebeu na intermediária e mandou uma bomba, obrigando Santos a cair e fazer boa defesa.

Já no fim da primeira etapa, João Paulo teve de trabalhar novamente. Christian recebeu perto da área, ajeitou para a perna direita e bateu bom. O goleiro santista fez ótima defesa e evitou o segundo gol atleticano.

Segunda etapa é marcada por lances polêmicos de arbitragem

O Santos voltou para o segundo tempo com um ritmo um pouco diferente, tentando mais jogadas agudas. Aos 20 minutos, o primeiro lance polêmico: após lançamento na área atleticana, a bola sobra pra Kayzer, que saiu jogando, mas ela bateu no chão e depois na axila do camisa 79, ainda dentro da área. Os santistas reclamaram muito, mas o árbitro Marcelo de Lima Henrique deixou o jogo seguir, no campo, sem auxílio do VAR.

Sem sofrer muitos ataques diretos, o Athletico começou a sair para o jogo novamente. Aos 38, o segundo lance polêmico da partida: Pedro Rocha, que fez sua estreia, recebeu bem na entrada da área, esperou a ultrapassagem de Mingotti pela esquerda e acionou o camisa 38, que mandou no ângulo de João Paulo, ampliando o placar. A bandeirinha, porém, assinalou impedimento. O VAR confirmou a marcação da auxiliar, mas não disponibilizou a imagem com as linhas. No replay, ficou claro que não houve o impedimento.

Depois disso, o Santos não conseguiu mais atacar, e o placar ficou no 1 a 0.

Próximos compromissos das duas equipes

As duas equipes agora voltam suas atenções para o Campeonato Brasileiros. O Athletico viaja para São Paulo, onde encara o Palmeiras, no próximo sábado (28), às 21h.

O Santos recebe o Flamengo na Vila Belmiro, também no sábado (28), mas às 19h.

VAVEL Logo